Curta nossa página

Bovinos e bubalinos

Começa mais uma etapa da vacinação contra a febre aftosa

Redação

Publicado

Foto/Imagem: Toninho Tavares/Agência Brasília


Começou no dia 1º de novembro e vai até o dia 30 deste mês mais uma etapa da vacinação contra a febre aftosa. Nessa etapa da campanha, todos os bovinos e bubalinos com até 24 meses de idade deverão ser vacinados no Distrito Federal. A Secretaria de Agricultura (Seagri) alerta para a importância da imunização do rebanho, conforme o calendário oficial de vacinação.

“Caso o criador não vacine os animais de até 24 meses dentro do prazo ou não declare sua vacinação, a legislação prevê multa. Não adianta só vacinar, ele tem que declarar ao serviço de defesa que efetivamente vacinou seu rebanho, até 10 dias após o término da campanha”, explicou a subsecretária de Defesa Agropecuária da Seagri, Danielle Cristina Kalkmann Araújo.

O processo de vacinação e a declaração são fundamentais para a comercialização de produtos como carne e leite, e também, para a emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA), documento que autoriza o produtor a circular com seus animais. A declaração de vacinação e a atualização do rebanho existente deverão ser efetivadas, on-line ou pessoalmente, até o dia 11 de dezembro de 2019. Este documento poderá ser entregue, juntamente com a nota fiscal de compra da vacina, em um de nossos escritórios de atendimento.

A vacinação faz parte do processo de prevenção da reintrodução do vírus da Febre Aftosa no rebanho brasileiro, por isso sua importância para a manutenção do nosso status de livre da doença e evolução para a futura retirada da vacina. A expectativa é de que aproximadamente 35 mil bovinos e bubalinos, de todas as idades, sejam imunizados no DF durante a campanha.

Raiva e brucelose

Todos os produtores com equídeos no rebanho, também devem atualizar o seu cadastro junto à Defesa Agropecuária. É obrigatório vacinar bezerras entre três e oito meses de idade, contra brucelose e vacinar os bovídeos e equídeos, também a partir de três meses de idade, anualmente contra a raiva.

Redução a partir de 2019

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) aprovou a nova vacina contra febre aftosa, que já está disponível no mercado. A dose mudou, passando a ser de 2 ml por animal, diferente da vacina antiga, quando eram usados 5 ml por animal. A aprovação da nova vacina está prevista na Instrução Normativa nº 11, publicada no Diário Oficial da União em 22 de janeiro de 2018, e a comercialização da vacina antiga está proibida.

A subsecretária, Danielle Kalkmann Araújo, alerta para que os criadores fiquem atentos a essa mudança e para aplicação da dose correta. “Isso é importante para que a vacina não falte no mercado e para que o criador não tenha prejuízos financeiros comprando mais doses do que o necessário”, explicou.

Os sintomas

Os principais sintomas da febre aftosa são feridas na boca, nas tetas e no casco. Os animais doentes salivam em excesso e andam com dificuldade. Por não conseguir se alimentar, o gado contaminado apresenta enfraquecimento e perda de peso. Muitas doenças apresentam sintomatologia semelhante à febre aftosa, por isso a notificação imediata desses sinais clínicos deve ser feita ao Serviço de Defesa Agropecuária da Seagri, que colherá material adequado para o diagnóstico em laboratório.

Em 1998, o Brasil recebeu o primeiro reconhecimento de zona livre de febre aftosa, obtido com a vacinação em massa nos estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. O DF alcançou essa categorização dois anos depois, por não registrar incidência da doença desde 1993.

A partir do dia 18

Linhas de ônibus do Entorno vão usar corredor exclusivo do BRT

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Joel Rodrigues/Agência Brasília

Quinze linhas de ônibus que atendem aos municípios do Entorno Sul vão passar a operar pelo corredor exclusivo do BRT, a partir do dia 18. Ao todo, serão 22 horários no pico da manhã (sentido GO-DF) e 27 no da tarde (sentido DF-GO), totalizando 49.

A medida, que é uma iniciativa da Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob) em parceria com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), beneficia os passageiros das cidades de Valparaíso de Goiás, Cidade Ocidental e Céu Azul.

A operação das linhas do semiurbano ocorrerá a partir do acesso da Estação Santos Dumont, na altura de Santa Maria, terminando no viaduto Camargo Correa, na DF 002 (Eixão). Nesse trecho, as linhas semiurbanas vão operar sem fazer paradas intermediárias, uma vez que o embarque ou o desembarque de passageiros poderão ocorrer somente antes da entrada ou após a saída do corredor exclusivo do BRT.

A medida, cuja previsão é trazer economia de 15 minutos no sentido GO-DF e 30 minutos no sentido inverso –, beneficiará também os motoristas dos demais veículos, tendo em vista que parte dos ônibus que operam essas linhas semiurbanas deixarão de circular pelas faixas compartilhadas.

Somente poderão transitar nas faixas do BRT Sul veículos previamente autorizados pela ANTT e pelo Governo do Distrito Federal. Os que não tiverem autorização sofrerão penalidades previstas na legislação vigente.

A operação deverá obedecer todos os procedimentos aplicados aos veículos que já operam no BRT Sul, ressaltando o limite de velocidade máxima de 60 quilômetros km/h ao longo das faixas exclusivas do BRT e de 30 km/h nos pontos de ultrapassagem que se localizam ao longo das estações do BRT.

Passageiros do BRT

Para os passageiros que utilizam o BRT Sul nada muda. A autorização para operacionalização de linhas expressas ou semiexpressas do transporte rodoviário interestadual semiurbano de passageiros não vai impactar a operação, tendo em vista que o número de viagens é compatível com a infraestrutura atual do serviço, e o projeto viário do sistema já previa a demanda dos municípios do Entorno.

O corredor do BRT Sul é o primeiro que foi implantado no DF. Inaugurado em junho de 2014, já se consolidou como um importante corredor de transporte público, ligando as regiões administrativas de Gama e de Santa Maria ao Plano Piloto, transportando cerca de 95 mil passageiros diariamente.

Confira aqui as linhas beneficiadas.

Continuar lendo

Por 48 horas

Detran-DF fechará trânsito na Esplanada para encontro do Brics

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Devido ao evento Brics, que reunirá as delegações do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul em Brasília, nos dias 13 e 14 de novembro, a Esplanada dos Ministérios (vias S1 e N1) e vias adjacentes (S2 e N2) ficarão fechadas por 48 horas, entre 0h de quarta-feira (13) e 0h de sexta-feira (15).

A via S1 será interditada na altura da Catedral e os veículos serão desviados para a via L2 Sul. Na via N1, a interdição será da altura da via L4, próximo ao Corpo de Bombeiros, até a via L2 Norte (buraco do Tatuí).

O tráfego de veículos também não será permitido na S2, desde a altura da L2 Sul (rotatória aos fundos da Catedral) até altura da L4 Sul, ao lado da Procuradoria-Geral da República. Na via N2, o fluxo será interrompido desde a rotatória do buraco do Tatuí, na L2 Norte até altura da L4 Norte.

O Detran-DF sugere que os condutores evitem transitar nas proximidades da Esplanada dos Ministérios nos dias 13 e 14 e utilizem como rotas alternativas as vias S3 (na Asa Sul), N4 (na Asa Norte) e o Eixo Rodoviário (Eixão).

Além disso, haverá interdições no Setor de Clubes Esportivos Sul, nas proximidades do Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB). As vias que dão acesso ao CICB serão fechadas durante toda a quarta-feira (13), entre 0h e 20h.

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal atuará com 34 agentes em 17 viaturas e dois guinchos, implantando dois Pontos de Controle de Trânsito (PCTrans) nas vias N2 e S2 e quatro nas proximidades do CICB.

Continuar lendo

Inscrições gratuitas

Câmara Legislativa do DF recebe a 3ª edição do Brasília mais TI

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Divulgação

A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) recebe nesta terça-feira (12) a terceira edição do maior evento de tecnologia da informação do Distrito Federal: o Brasília mais TI. O evento reúne empresários, acadêmicos e profissionais que buscam novas oportunidades de mercado e trocas de experiências em uma área em constante transformação. Este ano, o tema da mostra será “o papel essencial da TI na cidadania e na construção do futuro”. As inscrições são gratuitas.

Na programação constam 16 palestras, ministradas dentro de quatro painéis, com os temas: “Como a Tecnologia Alavanca o Desenvolvimento das Cidades?”; “Talentos de TI – Oferta X Demanda”; “O Nosso Futuro Mediado Pela Tecnologia”; e “A TI na Gestão Governamental – Tendências”. O evento é organizado pela CLDF em parceria com o Setor de TI do DF, representado pelas entidades SINFOR, ASSESPRO, TECNOSOFT, ASTEPS, e Instituto Iluminante.

Setor em crescimento

O Brasil conta com cerca de 70 mil empresas de teconologia que geram mais de 1,2 milhões de postos de trabalho. Mesmo nos tempos de crise, o setor apresentou um crescimento considerável frente a outras atividades. A expectativa é de que, nos próximos dez anos, o mercado nacional de TIC alcance a marca de U$220 bilhões de dólares, que pode corresponder a 6,5% do PIB.

Acompanhando esta tendência, o Distrito Federal já é o terceiro maior mercado de TI do Brasil. Atualmente, abriga 700 empresas que oferecem 30.300 postos de trabalho. O volume de negócios do setor representa 3,5% do PIB local, e com a instalação do PTCD, a perspectiva é de que haja um crescimento superior a 7% neste índice.

Premiação

Ao final da mostra Brasília + TI, os destaques dos 10 últimos anos, serão reconhecidos no Prêmio Sinfor de TI, que chegará à 10ª edição. Haverá a cerimônia especial de entrega dos troféus a empresas, profissionais, personalidades e instituições que mais contribuíram para o setor de TI.

Continuar lendo
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana

Copyright © 2015-2019 AVB - AO VIVO DE BRASÍLIA - Todos os Direitos Reservados. CNPJ 28.568.221/0001-80 - SIG Quadra 01, Lote 385, Platinum Office, Sala 117 - Brasília-DF - Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores.