Curta nossa página

Solidariedade

Sejus: saiba como colaborar com o Fundo dos Direitos do Idoso

Redação

Publicado

Foto/Imagem: Pixabay


Segue a gente no
Google News

O Conselho dos Direitos dos Idosos (CDI) informa que o Fundo dos Direitos do Idoso do Distrito Federal (FDI-DF) está apto a receber doações, inclusive por meio do Imposto de Renda Pessoa Física e Pessoa Jurídica. O colegiado é vinculado à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus-DF).

Com esse objetivo, recentemente foi criado o CNPJ nº 35.186.643/0001-56 e atribuído ao fundo, bem como foi aberta conta bancária no Banco de Brasília (070) – agência 0100, conta nº 1000620244 – para o recebimento das doações. Os recursos serão revertidos em ações para atender a esta população.

O FDI-DF foi regulamentado com o Decreto nº 38.958, de 29 de março de 2018, publicado na edição de 2 de abril daquele ano no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). O fundo é controlado por um conselho administrativo composto por integrantes da Comissão Permanente de Orçamento e Gestão do Fundo de Direitos do Idoso do CDI-DF.

Já o Conselho dos Direitos dos Idosos tem a finalidade de formular, fiscalizar, coordenar, supervisionar e avaliar ações voltadas para o idoso no Distrito Federal.

Publicidade

Lances via internet

Terracap coloca mais 15 imóveis à venda por meio de leilão público

Redação

Publicado

Por

Redação
terracap
Foto/Imagem: Andre Borges/Agência Brasília

Já estão abertos os lances para a compra dos imóveis disponibilizados pela Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) em leilão público. São 15 ofertas, ao todo.

A oportunidade mais em conta fica em Santa Maria, com preço mínimo de R$ 126,8 mil e metragem de 75m². Já o imóvel com maior valor agregado está localizado no Paranoá, cujo lance inicial é de R$ 5,1 milhões. O terreno possui 3,3 mil m².

O leilão é realizado em sessão pública com lances via internet. O edital com a descrição dos imóveis leiloados está disponível no site da Terracap.

Há terrenos em outras regiões administrativas como Guará, Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo II e Ceilândia. No setor industrial de Ceilândia, por exemplo, são 10 lotes dispostos em leilão, todos com 700m² cada, e com R$ 412,8 mil de lance mínimo.

A grande novidade dos leilões ocorridos em 2020 está na possibilidade de financiar o terreno arrematado junto à Terracap. “Agora, o arrematante poderá optar por pelo crédito imobiliário, em até 180 meses. Isso facilita o acesso da população aos terrenos da empresa”, explica do gerente de Administração de Recebíveis Imobiliários da Terracap, Erasmo Cirqueira Lino. Também serão aceitos financiamentos oriundos de outras instituições financeiras.

Quaisquer pessoas física ou jurídica podem participar do processo. A sessão pública para a disputa dos lances é dirigida por leiloeira oficial credenciada.

A recepção dos lances do 1º leilão encerra dia 25 de agosto, às 15h. Não havendo lance superior ou igual ao da avaliação do imóvel, é dada sequência ao 2º leilão, que será encerrado, por sua vez, no dia 27 de agosto, também às 15h.

Para participar, os interessados precisam se cadastrar no site do leiloeiro e inserir digitalizados os documentos previstos no edital. O credenciamento deverá ser efetuado até dois dias úteis antes da realização dos lances.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (61) 3350-2222.

Continuar lendo

CLDF aprovou

Validade de concursos públicos homologados é suspensa no DF

Redação

Publicado

Por

Redação
CLDF - Câmara Legislativa do DF
Foto/Imagem: Silvio Abdon/CLDF

A validade dos concursos públicos homologados e vigentes será suspensa no Distrito Federal até o fim do estado de calamidade pública. Nesta terça-feira (11), em sessão extraordinária remota da Câmara Legislativa do Distrito Federal, os deputados distritais aprovaram o Projeto de Lei nº 1346/2020, do Executivo, que suspende os prazos de validade dos concursos públicos homologados e vigentes na administração pública direta e indireta do DF. O projeto chegou ao Legislativo nesta terça (11) e um acordo entre as lideranças políticas da Casa permitiu a rápida votação da proposta, que beneficia milhares de aprovados em concursos públicos.

O projeto foi aprovado por unanimidade, com 17 votos favoráveis, e segue agora à sanção do governador Ibaneis Rocha. O texto original recebeu cinco emendas de plenário visando o aperfeiçoamento da proposta. Todas as modificações também foram aprovadas por unanimidade pelos distritais. Uma das emendas suprimiu o artigo 3º do projeto, permitindo assim que a suspensão também possa ser adotada nos certames promovidos pelas estatais locais.

Outra modificação estabelece que a decretação do estado de calamidade pública não pode ser usada para provimento temporário de cargos em detrimento dos aprovados em concurso público em vigor para cargos com atribuições equivalentes. O texto aprovado indica ainda que as nomeações que ocorrerem durante o período de suspensão não impedem a prorrogação da validade do concurso.

Também foi aprovada uma emenda definindo que a suspensão dos concursos passa a valer a partir da edição do Decreto nº 40.475, de 28 de fevereiro de 2020, até o término de vigência do estado de calamidade pública no DF.

Continuar lendo

Evitando a Covid-19

Atendimento da CEB no Na Hora só será feito com agendamento

Redação

Publicado

Por

Redação
ceb
Foto/Imagem: Arquivo/AVB

O atendimento da CEB nas unidades de atendimento do Na Hora está sendo realizado mediante agendamento prévio pelo site do próprio Na Hora. A decisão segue orientação da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), órgão responsável pela gestão do local.

A medida adotada visa evitar a aglomeração de pessoas que buscam o atendimento presencial, reduzindo, assim, os riscos de disseminação do novo coronavírus entre servidores e público. Por isso, estarão disponíveis apenas os serviços que a Companhia não oferece nos seus canais digitais. Confira no site do Na Hora os serviços presenciais disponíveis.

De acordo com a gestão do Na Hora, até quinta-feira (13) aqueles que buscarem o atendimento sem agendamento prévio serão atendidos por meio de encaixe e, a partir da sexta-feira (14), o atendimento será exclusivo para os usuários com hora marcada.

O diretor de Atendimento ao Cliente e Tecnologia da Informação da CEB, Gustavo Álvares, lembra que, com a pandemia, os serviços da companhia foram migrados para os canais digitais e que a população deve, sempre que possível, evitar o atendimento presencial e buscar o atendimento online para solicitar os serviços.

“É que 80% dos serviços da CEB já estão em canais digitais e, nos últimos 135 dias, durante a pandemia, foram realizados mais de 1,6 milhão de atendimentos pela nova plataforma digital”, declarou Gustavo. “Nesse modelo, nosso atendimento fica disponível aos consumidores 24 horas por dia, e ele tem toda a segurança de solicitar no conforto de sua casa”, completou.

Canais digitais

Nos canais digitais, o cliente tem acesso aos seguintes serviços expressos (sem necessidade de login):

  • solicitação de ligação nova;
  • solicitação de alteração de titularidade;
  • credenciamento de cliente sobrevida;
  • credenciamento de Tarifa Social de Energia Elétrica – TSEE;
  • autoleitura;
  • solicitação de consumo final/desligamento;
  • verificação de leitura do medidor;
  • parcelamento de débitos;
  • documento simplificado para pagamento.

Além dos serviços expressos, também estão disponíveis os seguintes serviços comerciais (com necessidade de login para solicitação):

  • segunda via de conta;
  • solicitação de religação (para clientes com fornecimento suspenso por inadimplência)
  • solicitação de nada consta;
  • alteração da data de vencimento;
  • atualização cadastral;
  • consulta do histórico de consumo, da data da próxima leitura, do andamento de solicitações e dos indicadores de continuidade.
Continuar lendo
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana

Copyright © 2015-2020 AVB - AO VIVO DE BRASÍLIA - Todos os Direitos Reservados. CNPJ 28.568.221/0001-80 - Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agências Internacionais, assessorias de imprensa e colaboradores independentes. #FakeNewsNão