Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Tampa de rosca

Patinho feio da enocultura? Screw cap tem mais valor do que pensamos

Redação

Publicado

Foto/Imagem: Shutterstock


Quando se pensa em uma garrafa de vinho, automaticamente o que vem à mente é a tradicional rolha guardando a sete chaves a deliciosa bebida.

Mas, há algum tempo essa imagem começou a mudar.

Em muitos rótulos, as charmosas rolhas de cortiça foram substituídas por tampas de rosca, chamadas de screw cap.

Os mais críticos e os amantes de decoração, que costumam encher vidros com as rolhas e exibi-los em suas casas, até podem torcer o nariz, mas o vinho com tampa de rosca está cada vez mais presente nos supermercados, empórios e e-commerces.

Da rolha à tampa de rosca

O preconceito com o screw cap se dá principalmente porque, no mundo dos vinhos, a tradicional rolha de cortiça permite a passagem de oxigênio para dentro da garrafa, o que ajuda o vinho a envelhecer, resultando em uma bebida de maior qualidade.

Entretanto, algumas pesquisas indicam que a cortiça não deixa o oxigênio entrar, apenas libera, com o tempo, o gás contido no próprio material.

Além disso, vale lembrar que a maioria dos vinhos produzidos no mundo não são de guarda e devem ser consumidos ainda jovens. Por isso, a micro-oxigenação não é tão essencial, abrindo oportunidade para os produtores adotarem soluções mais eficazes e econômicas.

Feita a partir de cápsulas de alumínio, a tampa de rosca passou a ser difundida no Brasil há cerca de quinze anos. Em países como Austrália, Nova Zelândia e África do Sul, a adoção já tem mais de vinte anos.

Atualmente, optar pela rolha ou pelo screw cap é entendida pelos especialistas como uma questão comercial ou de estilo do produtor.

Benefícios da tampa de rosca

Utilizar a controversa tampa de alumínio tem pontos positivos, tanto do ponto de vista do produtor quanto do consumidor.

A grande vantagem ao utilizar uma tampa do tipo screw cap é que o vinho fica hermeticamente fechado.

Dessa forma, não há o risco de contaminação por fungos, o que pode acontecer com as rolhas de cortiça: é a chamada doença da rolha, bouchonné, que causa um odor desagradável no material.

Outra vantagem é que os custos da tampa de alumínio são menores. O custo do screw cap para o produtor é de, em média, R$ 0,18. Já uma rolha pode custar até R$ 3 a unidade e o valor extra, é claro, é repassado ao consumidor, encarecendo a bebida.

Além disso, a tampa de rosca contribui com a popularização do vinho: torna a bebida prática de abrir, pois não precisa do saca-rolhas, e pode ser guardada facilmente na geladeira caso a garrafa não seja toda consumida.

A maior perda ao aderir à tampa de rosca é no charme. Apesar da praticidade, esse tipo de vedação jamais substituirá a tradicional experiência de ouvir um leve estampido ao retirar a rolha para degustar um vinho.

Vinhos com tampa de rosca

O screw cap já é usado de forma massiva em vinhos brancos, rosés e tintos.

No Brasil, a tampa de rosca tem sido mais utilizada nos vinhos brancos, pois a maioria dos produtores elaboram vinhos jovens, indicados para consumo imediato.

Ela também é mais adequada para que vinhos tintos jovens e rosés evitem contato com o oxigênio, preservando seu perfil aromático, sua cor e seu frescor.

Ou seja, trocar a rolha pela tampa de rosca não significa que o vinho é de baixa qualidade. Na grande maioria das vezes, só quer dizer que aquela bebida deve ser consumida mais rapidamente em comparação a um vinho de guarda.

Quando se trata de vinhos com um grande potencial de guarda, a cortiça ainda é a preferência.

O futuro das rolhas

Os diversos benefícios da tampa de rosca, entretanto, não significam o fim das rolhas. As nações produtoras mais tradicionais, como França, Itália, Portugal e Espanha, ainda resistem à adoção da tampa de rosca, bem como, os consumidores brasileiros.

Por marcar presença nas garrafas da bebida desde o século XVIII, a rolha de cortiça tem um importante valor histórico para o mundo dos vinhos.

É possível que, no futuro, as rolhas tradicionais sejam encontradas só nos vinhos especiais, aqueles produzidos por grandes vinícolas e que passarão anos e anos guardados nas adegas, enquanto que os vinhos consumidos no dia a dia venham com a vedação de alumínio.

Seja como for, é possível afirmar com certeza que a qualidade dos vinhos não vai cair. Ao contrário: com as modernizações da indústria, ela só vai melhorar. Vinhos on-line, essa é a opção para garantir rótulos com ótimos sabores no conforto do seu lar!

Publicidade
Comentários

Das 10h às 14h

Restaurante Norton, Brasil 21, promove brunch de Dia das Mães neste domingo

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Vieair produções

No Dia das Mães, o Restaurante Norton, localizado no Brasil 21, resolveu investir em um delicioso brunch para as matriarcas. Das 10h às 14h, as mamães poderão degustar quitutes frios e quentes com toda a qualidade e segurança. O valor por pessoa é de R$ 130, mas caso haja mais de 4 pagantes da mesma família, há um desconto de 21%.

Já na recepção, haverá um welcome drink, que pode ser uma taça de espumante rosé ou um coquetel sem álcool. Entre as opções, estão frutas frescas e secas, cereais, chás, pães, bolos, embutidos, omeletes, crepioca, donuts, croissants, quiches, bacon, ovos mexidos, queijos, saladas e ainda a ilha de pratos quentes, com Bobó de camarão, Filé ao molho de cogumelos frescos, Galeto grelhado, entre outros.

As sobremesas ficam por conta da Torta de limão, do Mousse de chocolate e do Semifredo de banana. Além das bebidas do buffet, há ainda refrigerantes, cerveja Stella Artois e espumante. As reservas podem ser feitas pelos telefones (61) 3218-5550 ou (61) 98228-2121 (WhatsApp).

Continuar lendo

Sunday Roast

The Queen’s Place terá prato típico britânico para celebrar o Dia das Mães

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Divulgação

Neste domingo de Dia das Mães, o The Queen’s Place oferecerá um almoço digno de rainha para as matriarcas. O Chef Pedro Henrique Batista preparará um prato típico inglês, o Sunday Roast, e as mães ainda receberão uma cortesia especial – uma Soda Italiana e um Cupcake. Com uma suculenta picanha grelhada, acompanhada com vegetais grelhados e yorkshire pudding (pão tipicamente britânico), o prato orna uma experiência única de um verdadeiro banquete inglês.

Com combos para duas ou quatro pessoas, o Sunday Roast será servido das 12h às 15h30, e é necessário realizar reservas mediante pagamento antecipado, pelos números (61) 3879-0056 (Asa Sul) e (61) 99329-6752 (Lago Sul). Para a data, o The Queen’s Place não fará entrega, apenas retirada nas lojas (take away).

Continuar lendo
Publicidade
Publicidade

Copyright © 2015-2021 AVB - AO VIVO DE BRASÍLIA - Todos os Direitos Reservados. CNPJ 28.568.221/0001-80 - Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços de notícias de agências nacionais e internacionais, assessorias de imprensa e colaboradores independentes. #GenuinamenteBrasiliense