Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Maior resultado da história

Lucro líquido do Banco de Brasília (BRB) cresce 10,5% e chega a R$ 456 milhões

Redação

Publicado

brb - banco de brasília
Foto/Imagem: Arquivo/AVB


O Banco de Brasília (BRB) alcançou lucro líquido recorrente de R$ 456 milhões em 2020. O número representa crescimento de 10,5% em relação a 2019. É o maior resultado da história do BRB. No quarto trimestre, o lucro recorrente do BRB foi de R$ 137 milhões, evolução de 19,8% quando comparado ao terceiro trimestre de 2020. O retorno anualizado sobre o patrimônio líquido médio foi de 24,5%, resultado acima da média de mercado.

Segundo o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, “o ano de 2020 foi desafiador para o BRB. Todos os nossos esforços foram no sentido de proteger as pessoas, garantir o apoio necessário às famílias na superação dos efeitos da pandemia e adaptar nosso modelo de negócio à nova realidade”.

“Estivemos na linha de frente na execução de políticas públicas e concessão de crédito àqueles que mais precisavam. Para tanto, foi necessária uma verdadeira transformação na nossa forma de trabalhar, o que possibilitou os resultados obtidos. Estamos muito satisfeitos com o empenho e dedicação do nosso time, e confiantes que o pior passou”, afirma o presidente do BRB.

O crescimento no resultado foi gerado pelo maior volume de negócios expresso pela expansão da carteira de crédito, pelo aumento da margem financeira e por maior relacionamento com os clientes, que permitiu aumento das receitas com tarifas e prestação de serviços.

A carteira de crédito ampla chegou a R$ 16,2 bilhões, com crescimento de 47,4% em 12 meses e de 11,2% no trimestre. Entre os principais destaques está o crescimento do crédito imobiliário, com aumento de 151,4% em 12 meses e saldo de R$ 2,5 bilhões. Assim, o BRB assumiu a liderança em financiamento imobiliário no DF.

Outros destaques registrados foram o crédito para Pessoa Jurídica, com evolução de 119,8% no ano e saldo de R$ 1,4 bilhão e o crédito rural, com incremento de 45,4% e saldo de R$ 440 milhões.

O crédito consignado, principal carteira do BRB, atingiu R$ 8,2 bilhões de saldo e aumento de 34,8% em 12 meses.

Durante todo o ano de 2020, o BRB priorizou uma carteira de crédito de menor risco, e conseguiu, assim, manter estável sua taxa de inadimplência em 1,7%.

O lançamento do banco digital Nação BRB FLA, em parceria com o Flamengo, contribuiu para a maior digitalização do BRB e ganhos de eficiência operacional.

A parceria com o Flamengo e outras ações de transformação digital possibilitaram ainda a conquista de cerca de 150 mil novos clientes. Como reflexo, as receitas com prestação de serviços e tarifas, que alcançaram um total de R$ 537 milhões no ano passado, tiveram crescimento de 27,3% frente a 2019. No quarto trimestre de 2020, essas receitas chegaram a R$ 140 milhões e com evolução de 7,6%, quando comparada à receita do trimestre imediatamente anterior.

Merecem destaque ainda a evolução na comercialização de seguros e o aumento nas receitas vinculadas a transações com cartões de crédito, respectivamente com crescimento de 35% e 30% frente a 2019.

Covid-19

O BRB foi o primeiro Banco do País a adotar medidas para minimizar os impactos decorrentes da crise do novo coronavírus. A principal ação foi o lançamento do Supera-DF, programa que movimentou R$ 4,4 bilhões e atendeu 4,6 mil clientes PJ e 32 mil clientes PF. A movimentação financeira é referente a novas contratações e a prorrogação de créditos contratados anteriormente que estivessem adimplentes até 18 de março.

O BRB foi também o principal agente operador dos programas sociais do Governo do Distrito Federal (GDF), que atendeu 180 mil famílias.

Inadimplência

A inadimplência encerrou o quarto trimestre de 2020 em 1,7%, mantendo-se estável em relação ao ano anterior, permanecendo abaixo da média de mercado, de 2,1%. Os ratings de menor risco, de AA-C, aumentaram a sua participação na carteira para 95,6% em dezembro de 2020.

Captação

O saldo de captação atingiu no quarto trimestre R$ 20,3 bilhões, o que representa crescimento de 58,2% em relação ao mesmo período de 2019. Atenção especial para depósitos a prazo, principalmente CDB, que tiveram crescimento de 35,7% em 12 meses, atingindo saldo de R$ 11,9 bilhões.

Também merecem menção as captações com poupança, que atingiram saldo de R$ 2,5 bilhões, crescimento de 23,7% em 12 meses e de 6,6% em relação ao trimestre anterior.

Margem Financeira

Fruto do aumento do nível de negócios, a margem financeira do BRB atingiu R$ 2,4 bilhões no ano passado, crescimento de 15,2% na comparação com o ano anterior. Em razão do cenário econômico, as provisões com créditos de liquidação duvidosa alcançaram R$ 232 milhões em 2020, um aumento de 70,1% em 12 meses. Mesmo assim, o resultado bruto de intermediação financeira atingiu R$ 2,2 bilhões no ano, com crescimento de 11,3%.

Basileia

O BRB encerrou dezembro de 2020 com índice de Basileia de 14,6%, dos quais 13,1% no Capital Nível I e 1,4% no Capital Nível II, acima do nível regulatório de 9,25%.

BRB + Digital

O ano de 2020 foi marcado também pela parceria negocial e estratégica com o Flamengo, para o lançamento do banco digital Nação BRB FLA. Ao fim de 2020, o Nação BRB FLA já possuía quase 100 mil contas, estando presente em mais da metade dos municípios brasileiros e em 25 países.

Ainda na área digital, o BRB investiu na atualização de seu Mobile Bank e Banknet, respectivamente aplicativo e internet banking, que ganharam novas versões e funcionalidades para garantir melhora na experiência do cliente e aumento da disponibilidade de produtos e serviços.

No ano passado, o BRB Mobile apresentou crescimento em suas transações de 84,1% na comparação com 2019.

Em dezembro de 2020, o BRB possuía um total de 794 mil clientes ativos, crescimento de 23,5% em 12 meses. Os clientes pessoa física (PF) representavam um total 763 mil, crescimento de 23,8% na comparação com o ano anterior. Já os clientes pessoa jurídica (PJ) atingiram a marca de 31 mil, aumento de 15,6%.

O BRB conta com 138 agências distribuídas em todas as regiões do Distrito Federal e entorno, além de presença nos estados de Minas Gerais, Goiás, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Piauí e Tocantins.

Ao número de agências, somam-se 141 correspondentes bancários (Conveniência BRB) e 585 ATM próprios, complementados por mais de 40 mil ATM da Rede 24 horas, garantindo ao BRB cobertura de atendimento em todo território nacional.

Essas e outras informações você também encontra em ri.brb.com.br.

Publicidade
Comentários

Aulas começam dia 8

Primeiro lote do Cartão Material Escolar começa a ser pago nesta sexta (5)

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Divulgação

Os créditos do Cartão Material Escolar começam a ser depositados nesta sexta-feira (5). No primeiro lote, recebem aqueles que já possuem o cartão físico, entregue no ano passado, e cujas famílias ainda fazem parte do programa Bolsa Família, do governo federal, no ano de 2021. Para quem está na educação infantil e no ensino fundamental, o auxílio é de R$ 320. Estudantes do ensino médio recebem R$ 240. As aulas começam no próximo dia 8, de forma remota, e, mesmo para atividades em casa, muitos materiais são necessários.

As listas dos materiais foram atualizadas e aprimoradas. Neste ano, permanece incluído o chip para dispositivo móvel, que viabiliza a instalação do aplicativo Escola em Casa DF, necessário para acesso à plataforma Google Sala Aula com os pacotes de dados pagos pela Secretaria de Educação.

A diversidade de opções é grande, para que todos acompanhem as aulas com tranquilidade, sem ter de se preocupar com a falta de nada. Os itens vão desde jogos, pedagógicos, brinquedos, caderno, cartolina, lápis de cor e papel A4, como também mochila, agenda, calculadora de bolso, pen drive, dicionários de português, inglês e espanhol, a depender de cada etapa. Tudo foi elaborado pelas equipes pedagógicas da Secretaria de Educação, com base no currículo adotado pela rede.

Também houve aumento no número de produtos em relação ao ano anterior. Na educação infantil, eram 45 itens e agora são 47. No ensino fundamental – anos iniciais, eram 46 produtos e hoje são 49. Nos anos finais, de 28 itens, o total aumentou para 29. No ensino médio, eram 23 e agora são 25. Para a educação especial, são 171 itens.

Os valores podem ser usados nas papelarias cadastradas no programa em todo o DF. Para conferir se o crédito foi feito, basta ligar no 156, opção. Neste primeiro lote, são beneficiados 59.671 estudantes de 38.152 famílias. O total investido é de R$ 18.348.480,00.

Dicas para compra

1. No caso da educação infantil, ensino fundamental e ensino médio, confira com a escola o material necessário. A relação é de produtos permitidos para compra com o cartão, mas não significa que sejam todos obrigatórios.

2. No caso da educação especial, são 171 itens, ao todo, mas é preciso verificar com a escola quais materiais, dentre estes, são os indicados para cada estudante, conforme a necessidade.

3. Sempre é bom fazer uma pesquisa de preços. O fato de as papelarias estarem credenciadas não significa que todas pratiquem os mesmos valores.

4. A compra não precisa ser feita em um único estabelecimento.

5. E mais: não precisa gastar tudo de uma única vez. As compras podem ser feitas até o dia 23 de maio de 2021.

6. Quando as atividades presenciais retornarem, em data ainda a ser definida pela Secretaria de Educação, o material de uso coletivo, como resmas de papel, deverá ser entregue na escola.

7. Fique atento ao site da Secretaria de Educação e às redes sociais, #educadf, para acompanhar as novidades e orientações.

Listas de materiais

Pagamento

Os créditos são feitos em três lotes. Após este primeiro, ainda em março, será a vez dos novos estudantes que se matricularem no prazo regular. A terceira fase vai contemplar os novos estudantes que efetivarem matrícula no período de vagas remanescentes e tem previsão para abril. Em ambos os casos, o Banco de Brasília (BRB) irá confeccionar os cartões e a Secretaria de Educação vai divulgar, oportunamente, a forma de entrega e as datas de pagamento.

Em 2020, o cartão Material Escolar atendeu mais de 106 mil estudantes de 68 mil famílias, com investimento de R$ 33 milhões.

Confira a lista de papelarias cadastradas no programa.

Continuar lendo

Centro Interescolar de Línguas

CILs abrem inscrições para toda comunidade a partir desta quinta-feira (4)

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Fotomontagem/AVB

A Secretaria de Educação (SEE) abre inscrições para vagas disponíveis para a comunidade nas unidades do Centro Interescolar de Línguas (CIL). A partir desta quinta (4), até o dia 8 de março, interessados podem fazer cadastro exclusivamente de forma on-line, em link a ser disponibilizado no site da secretaria.

Para o primeiro semestre deste ano, há vagas nos cursos de espanhol, francês, inglês e japonês disponíveis nos 17 CILs. O resultado do sorteio eletrônico será divulgado no dia 10 de março, a partir das 18h, também pelo site da SEE. As matrículas dos contemplados deverão ser confirmadas nos dias 11 e 12, eletronicamente, por meio do envio da documentação para o e-mail do CIL onde o candidato vai estudar.

As vagas ofertadas à comunidade são as que não foram preenchidas por estudantes da rede pública de ensino do DF. Assim, passam a estar disponíveis ao público em geral, de acordo com a Lei Distrital nº 5.536/2015. Para a comunidade, é feita apenas uma chamada.

Continuar lendo
Publicidade
Publicidade

Copyright © 2015-2021 AVB - AO VIVO DE BRASÍLIA - Todos os Direitos Reservados. CNPJ 28.568.221/0001-80 - Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços de notícias de agências nacionais e internacionais, assessorias de imprensa e colaboradores independentes. #GenuinamenteBrasiliense