Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Curta nossa página

Palio, Uno e Grand Siena

Fiat convoca para recall em 80 mil carros por air bag defeituoso

Redação

Publicado

Foto/Imagem: Divulgação/Fiat


Fiat está convocando 81.697 unidades de Palio, Uno e Grand Siena fabricados entre 2012 e 2013 para um recall. O problema está nos air bags defeituosos, fornecidos pela Takata. Segundo a marca, altas variações de temperatura podem deteriorar a carcaça do deflagrador do air bag.

Numa batida, os fragmentos da carcaça podem ser arremessados contra os passageiros, causando ferimentos graves. A Fiat começa a atender os modelos envolvidos nesta segunda, 10 de dezembro.

A Fiat pede que os proprietários agendem o reparo pelo telefone 0800-707-1000 ou pelo site da fabricante. O problema será corrigido com a troca do deflagrador dos air bags.

Defeito

O defeito no insuflador dos air bags da Takata teve as primeiras notícias divulgadas em 2014. Desde então, já atingiu 80 milhões de carros e 100 milhões de deflagradores das bolsas, no Brasil e no mundo.

Cerca de 30 montadoras têm carros com air bags da Takata. Entre elas, estão as também japonesas Honda e Toyota.

O deflagrador do air bag é uma peça responsável por inflar a bolsa na hora de um impacto. Ela fica envolvida por um revestimento metálico.

Em caso de colisão, a peça metálica se desfaz, enchendo a bolsa em milissegundos.

No caso das bolsas defeituosas da Takata, fragmentos metálicos do deflagrador podem ser lançados na direção dos ocupantes dos bancos dianteiros, causando ferimentos.

Veja os chassis dos carros da Fiat envolvidos:

  • Uno 2012/2013
    397602 a 043575
  • Palio 2012/2013
    090792 a 121717
  • Palio (feito na Argentina) 2012/2013
    007964 a 603797
  • Grand Siena 2012/2013
    034481 a 062830

Pré-venda

Esportivo BMW X2 M35i tem preço confirmado no Brasil

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Divulgação/BMW

Nova adição a gama do X2, a versão esportiva M35i entrou em pré-venda no Brasil por R$ 313.950. O modelo da BMW virá importado da Alemanha, e as primeiras unidades serão entregues aos compradores em setembro.

A principal diferença do modelo é a adoção do motor quatro cilindros, 2.0 turbo, que entrega 306 cv entre 5 mil e 6.250 rpm e 45,8 mkgf entre 1.750 rpm e 4.500 rpm. Outra adição a versão esportiva é a tração integral sob demanda. A transmissão é a automática de oito velocidades.

O X2 M35i traz ainda sistema de refrigeração maior e mais robusto para motor e câmbio e sistema de controle de largada. Da linha M, Com essas mudanças, ele é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 4,9 segundos e tem a velocidade máxima limitada eletronicamente em 250 km/h.

No visual, o X2 esportivo apela para aerofólio, novos para-choques, soleira das portas de aço-inox com a inscrição M35i, detalhes externos na cor cinza e rodas da divisão esportiva M de 20 polegadas. Por dentro há bancos dianteiros, volante e cintos de segurança da linha M.

Como itens de série há head-up display, que projeta as informações do painel no para-brisa, faróis de Full-LED, teto solar panorâmico e seis air bags. Completam o pacote pneus run-flat, que podem rodar murchos a até 80 km/h por 80 km, controles de tração e estabilidade e porta-malas com acionamento elétrico. O sistema de som é da Harman Kardon e traz 12 alto-falantes.

X2 M35i vem compor linha no Brasil

Além da versão esportiva, que se torna a opção de topo, o X2 é oferecido em mais três opções. A sDrive18i GP custa R$ 191.950, a sDrive20i GP sai a R$ 211.950 e a sDrive20i M Sport X por R$ 246.950.

A variante mais básica usa um motor 1.5 de três cilindros, turbo e flexível, que rende até 136 cv e 22,4 mkgf. A transmissão é automática de seis marchas. No caso das sDrive 20i o propulsor é o 2.0 turbo quatro-cilindros, também flexível, de até 192 cv e 28,5 mkgf. Já o câmbio é o automático de oito velocidades. Nas três versões, a tração é dianteira.

Continuar lendo

Máquinas

Audi traz novos A4 Avant e A5 Sportback S-Line para o Brasil

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Divulgação/Audi

A Audi vai começar a vender no Brasil os A4 Avant e A5 Sportback com o pacote S-Line. O item adiciona detalhes esportivos aos dois modelos, como rodas maiores e para-choques mais pronunciados. Os dois modelos já estão nas concessionárias da marca. A perua do A4 custa R$ 219.990 e o A5 Sportback S-Line custa R$ 248.990.

A A4 Avant tem grade pintada de preto, nova saia lateral, rodas de 18 polegadas com desenho exclusivo e faróis de LED de série. A perua também ganha teto solar panorâmico com o pacote.

Há itens como partida por botão com chave presencial, bancos de couro com ajustes elétricos para o motorista e ar-condicionado automático de três zonas.

Por dentro, o modelo tem o painel virutal de 12,3 polegadas já conhecido das outras versões. Há também central multimídia com Android Auto e CarPlay. Também há GPS integrado e conexão Bluetooth. Como opcional, a A4 Avant S-Line pode receber monitor de faixa de rolamento e o assistente de congestionamento, que comanda a direção a até 65 km/h. O sistema é atrelado ao controle de cruzeiro adaptativo.

A5 Sportback S-Line

O A5 Sportback S-Line recebe o mesmo tratamento estético da perua, com grade escurecida, rodas exclusivas de 19 polegadas e faróis de LED. O modelo também traz painel virtual e tampa do porta-malas com acionamento elétrico como a perua.

O A5 também pode receber os assistentes de congestionamento e faixa de rolamento, mas também sistema de som com alto-falantes da Bang&Olufsen.

O motor é o mesmo para os dois carros. Sob o capô, há um 2.0 turbo com 190 cv e 32,6 mkgf. O câmbio é sempre automatizado de dupla embreagem com sete marchas. A tração é sempre dianteira. Com o conjunto, a perua acelera de 0 a 100 km/h em 7,5 segundos e chega aos 239 km/h. O A5 Sportback faz de 0 a 100 km/h em 7,3 segundos e chega aos 240 km/h.

Continuar lendo

Modelo 2020

Cruze passa por reestilização e ganha wi-fi da Claro a bordo

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Divulgação/Chevrolet

Mesmo sem revelar os preços, a Chevrolet divulgou imagens e informações da linha 2020 do Cruze. A versão de topo agora recebe a nomenclatura Premier, como Equinox, Tracker e Spin. Sedã e hatch também passaram por uma leve reestilização. Mas a maior novidade do modelo é a opção de wi-fi a bordo.

Segundo a marca, a tecnologia permite que os ocupantes economizem os próprios planos de internet móvel. Além disso, a Chevrolet informa que o sistema do carro é menos vulnerável a sombras de sinal.

A antena no teto do carro pode entregar sinal até 12 vezes superior. O sinal de internet para a wi-fi será provido pela Claro, mas a Chevrolet ainda não divulgou planos, bandas ou preços do serviço.

A central multimídia também mudou. O sistema ficou mais moderno. A tela de 8 polegadas tem melhor resolução gráfica, processamento mais rápido e pode até agendar revisões pela internet. A central mantém o Android Auto e o Apple CarPlay de série.

Por dentro, o Cruze ganhou um bem-vindo botão para desligar o start-stop. A câmera de ré também tem melhor definição e hatch e sedã trazem sistema de frenagem autônoma de emergência.

O modelo já tinha alerta de colisão iminente e monitores de ponto cego e faixa de rolamento. O computador de bordo no centro do painel também tem novos grafismos.

A dianteira mudou levemente, com a adoção de um novo para-choque. A peça é igual à usada no modelo vendido nos Estados Unidos e tem entradas de ar maiores.

O emblema da marca ficou mais baixo, centralizado na dianteira do carro. O hatch tem desenho exclusivo no alojamento das luzes de neblina.

Atrás, as lanternas mantêm o mesmo formato, mas têm nova disposição das luzes. Ré e indicadores de direção estão na base da peça, ante a posição central nos modelos anteriores.

Continuar lendo
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana

Copyright © 2015-2019 AVB - AO VIVO DE BRASÍLIA - Todos os Direitos Reservados. CNPJ 28.568.221/0001-80 - SIG Quadra 01, Lote 385, Platinum Office, Sala 117 - Brasília-DF - Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores.