Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


14 de novembro

Dia Mundial do Diabetes: Pilates é um dos aliados para combater a doença

Redação

Publicado

Foto/Imagem: Freepik


No ano passado, a International Diabetes Federation (IDF) divulgou que 463 milhões de pessoas no mundo, entre 20 e 79 anos, foram diagnosticadas com diabetes. Em comparação a 2017, houve um aumento de 38 milhões de casos, sendo o tipo 2 o responsável por 90% dos registros. Somente no Brasil, a organização contabilizou um crescimento de 31% da doença. A pesquisa ainda calculou que, em 2030, é previsto que haja 578 milhões de diabéticos e, em 2045, 700 milhões.

Em virtude da gravidade do problema, desde 1991, é celebrado o Dia Mundial do Diabetes. Criado pela IDF, em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a data, comemorada neste sábado (14), busca conscientizar e prevenir a população acerca da doença.

Conhecido por causar o aumento da glicemia no sangue, o diabetes pode desencadear complicações cardíacas, além de comprometer artérias, olhos, rins e nervos. Em casos mais graves, é capaz de levar a pessoa ao óbito. Uma das formas para prevenir o seu desenvolvimento, é a realização de exercícios físicos regularmente. Um dos aliados nesse aspecto é o Pilates, prática conhecida por aperfeiçoar a musculatura corporal.

“Os exercícios do Pilates são extremamente recomendados para pessoas que não podem fazer atividades de impacto. Então, os diabéticos que optarem por uma atividade mais tranquila terão os níveis de açúcar no sangue controlados. Além disso, também é possível amenizar a ansiedade, o que evita a compulsão alimentar, considerada uma inimiga para quem possui a doença”, explica Juliana Pires, fisioterapeuta da clínica Salus Ortopedia.

A profissional ressalta que pessoas com diabetes não possuem restrições às práticas físicas, entretanto, devem estar atentas aos exercícios que promovem tensão excessiva, visto que pode ter o risco de ocorrer uma queda rápida dos níveis de glicemia.

“É importante lembrar que a insulina precisa estar controlada. Praticando uma atividade física adequada, como o Pilates, juntamente a uma dieta controlada, é possível levar uma vida tranquila e, acima de tudo, saudável”, complementa. A fisioterapeuta também informa que o método apresentado no Pilates promove o aumento da massa muscular e, também, potencializa o gasto energético diário. Esses fatores aceleram o metabolismo e contribuem com o equilíbrio dos níveis de glicose no sangue.

Tipos de diabetes

Tanto o diabetes tipo 1 quanto o tipo 2 são caracterizados pelo excesso de açúcar no sangue. Entretanto, o primeiro caso surge, geralmente, na infância e na adolescência. De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), o sistema imunológico ataca equivocadamente as células beta. Nisso, pouca – ou quase nenhuma – insulina é liberada para o corpo, deixando a glicose no sangue em vez de utilizá-la como energia.

Já os casos voltados para o tipo 2, considerados os mais comuns, não conseguem usar ou gerar adequadamente a insulina.

A SBD também chama atenção para os pacientes com registros de pré-diabetes. De acordo com a associação, o termo é usado quando os níveis de glicose no sangue estão mais altos do que o normal, mas não o suficiente para um diagnóstico de diabetes tipo 2.

Pessoas obesas, hipertensas e com alterações nos lipídios são as que mais possuem predisposição a desenvolver o problema. Nesses casos, é fundamental focar na mudança de hábito alimentar e, além disso, incluir a prática de exercícios físicos.

Publicidade
Comentários
Publicidade
Publicidade

Copyright © 2015-2020 AVB - AO VIVO DE BRASÍLIA - Todos os Direitos Reservados. CNPJ 28.568.221/0001-80 - Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços de notícias de agências nacionais e internacionais, assessorias de imprensa e colaboradores independentes. #GenuinamenteBrasiliense