Curta nossa página

#VacinaDF

Cobertura vacinal contra a influenza está baixa no DF, alerta Secretaria de Saúde

Publicado

Foto/Imagem: Rovena Rosa/Agência Brasil
Agência Saúde-DF

A campanha de vacinação contra o vírus influenza é tão importante quanto a vacinação contra a Covid-19. Nos meses mais frios do ano, as doenças respiratórias são mais suscetíveis a surgir e a principal forma de prevenir possíveis agravamentos é com a vacinação. No Distrito Federal, a cobertura vacinal da população elegível a receber a vacina que previne a influenza está baixa. Das 1.117.656 pessoas previstas para receber o imunizante, até esta sexta-feira (25), apenas 444.323 vacinaram-se.

De segunda a sexta-feira, 100 unidades básicas de saúde oferecem a vacina para quem faz parte do grupo prioritário. Até o momento, o dos professores é o que mais procurou as salas de vacinação. No total, 24.224 profissionais da Educação foram imunizados e isso representa uma cobertura vacinal de 65,4%. Ainda assim, é um percentual distante da meta de vacinar 90%.

As coberturas mais baixas, até o momento, são dos grupos das puérperas (50%), dos trabalhadores da saúde (50,1%) e dos idosos (54,6%). A campanha já está em sua terceira fase, quando foram incluídos, em 9 de junho, caminhoneiros, trabalhadores de transporte e pessoas com deficiência permanente, como exemplo. A procura por vacina tem sido baixa também para essas categorias.

Clima frio

A chegada do inverno traz a preocupação da disseminação de doenças respiratórias. A estação mais fria do ano propicia a ocorrência de infecções virais (gripes e resfriados), que podem complicar com doenças bacterianas como amigdalites, sinusites, otites, pneumonias e até meningites. A influenza é mais comum nesse período, devido a isso, é importante se vacinar.

A influenza é uma infecção respiratória aguda, causada por agentes virais dos tipos A, B, C e D. O tipo A está associado a epidemias e pandemias, tem comportamento sazonal e apresenta aumento no número de casos entre as estações climáticas mais frias.

A enfermeira da área técnica de imunização, Fernanda Ledes, chama atenção para o aumento no número de casos de Covid-19 e alerta que a vacinação contra gripe assume particular relevância para proteger populações vulneráveis com risco de desenvolver formas graves da doença.

“A vacinação anual contra a Influenza é de extrema importância, uma vez que a vacina é a intervenção mais importante para evitar casos graves e mortes pela doença. A Campanha de Vacinação contra a Influenza está em andamento desde o dia 12 de abril. Atualmente, todos grupos prioritários elegíveis pelo Ministério da Saúde para a vacinação contra Influenza já podem se vacinar”, destaca.

Ela orienta que todos aqueles que são parte de algum grupo prioritário para a campanha e que ainda não se vacinaram procurem uma sala de vacinação para receber sua dose. “Lembramos que, caso tenha recebido a vacina contra a Covid-19, é necessário que aguarde 14 dias para receber outra vacina”, alerta.

Atualizado em 25/06/2021 – 20:21.

Publicidade
Comentários
Publicidade
Publicidade