Curta nossa página

Lixão a céu aberto

Área em Samambaia Norte sofre com descarte de lixo e inservíveis

Publicado

Foto/Imagem: Enviada por WhatsApp


Um lixão a céu aberto. Área localizada na QR 410, em Samambaia Norte, chama atenção de quem passa diariamente pelo local, devido ao descarte criminoso e ilegal de lixo, podas de árvores, eletrodomésticos, sofás, entulhos de obras e outros inservíveis.

Ao ouvir alguns moradores da região, o que se escuta é quase sempre a mesma coisa: “não tem problema, de 15 em 15 dias a Administração limpa.” Parece brincadeira, mas não é.

Infelizmente, essa é a mentalidade de algumas pessoas que habitam a região.

Moradores que procuram preservar seu patrimônio, comerciantes locais e os pequeninos alunos da Escola Classe 410, que convivam com baratas, ratos, aranhas, escorpiões e demais animais peçonhentos provenientes da área de descarte ilegal. Isso, sem falar no criadouro mais que propício para a proliferação do Aedes aegypti, mosquito responsável pela transmissão da dengue.

E a Administração? Por que não cercar a área e economizar com pessoal, maquinário e combustível de 15 em 15 dias? Não seria mais barato e humano? Um Ponto de Encontro Comunitário (PEC), uma quadra poliesportiva, um parquinho infantil ou até mesmo uma pracinha. O que não faltam, são opções de destino para a área degradada.

Gostaríamos que alguém da Administração Regional de Samambaia fizesse um esforço e encontrasse uma solução o quanto antes para a situação, antes que algo de pior aconteça, como uma picada de escorpião em uma das crianças que diariamente brincam nas ruas, por exemplo.

E aos sujões, pedimos que coloquem as mãos na consciência e pensem mais no próximo, antes de descartar todo e qualquer tipo de lixo ou inservíveis nas ruas. Caso não seja possível, que levem toda a sujeira para dentro de suas casas.

Atualizado em 30/11/2020 – 16:43.

Publicidade
Comentários
Publicidade
Publicidade