Curta nossa página

Veículos

Versão de topo do BMW X3 será produzida em Santa Catarina

Redação

em

Divulgação/BMW


BMW vai começar a produzir também a versão de topo da nova geração do X3 em Araquari (SC). A M40i começa a ser montada na próxima semana, junto da variante de entrada xDrive30i, feita no local desde março. Além do BMW X3, a fábrica catarinense também faz os X1, X4 e Série 3. O preço do X3 de topo não muda em relação ao importado, sai por R$ 397.950.

O X3 nacional mantém o nível de equipamentos do modelo importado. Há itens como monitores de ponto cego e faixa de rolamento, assistente de estacionamento automático e câmeras ao redor do carro. O modelo também será o primeiro carro nacional com sistema de condução semiautônoma.

Há ainda sistema multimídia com tela sensível ao toque de 10,2 polegadas, head-up display, faróis de LED e cluster de instrumentos virtual com tela de 12,3 polegadas. O sistema de som tem alto falantes da Harman Kardon.

Sob o capô, um poderoso seis cilindros em linha de 3,0 litros e 360 cv. São ainda 51 mkgf de torque entregues entre 1.580 e 4.800 rotações. O câmbio é automático de oito marchas e a tração é integral. Veja aqui a avaliação do modelo.

Continuar lendo
Publicidade

Veículos

Lada mostra como será a próxima geração do Niva

Redação

em

Publicado por

Divulgação/Lada

Ninguém tem mais obrigação de fazer bonito no Salão de Moscou do que a Lada, prata da casa. E a marca russa, que ficou conhecida no Brasil pelo jipe Niva e pelo sedã Laika, nos longínquos anos 90, saiu-se melhor que o esperado.

A principal atração dela na mostra é o 4×4 Vision, um protótipo que lembra um Renault Duster anabolizado. A dianteira tem o X que marca a identidade mais recente da Lada e as rodas de 21 polegadas parecem fazer mais bonito em uma avenida de bom asfalto do que em uma trilha off-road.

Por dentro, a cabine mantém o tom descolado, com detalhes em laranja brilhante, cinza e acabamento em alumínio. A central multimídia é integrada ao painel, que conta com instrumentos digitais, ar-condicionado de dupla zona com duas saídas de ar de cada lado e volante multifuncional de três raios.

Com 4,2 metros de comprimento, o 4×4 Vision é apenas 10 cv mais curto que a nova geração do Duster. A distância do solo é generosa. Especificações técnicas não foram reveladas.

Próximo Lada Niva?

A Lada reconhece que o 4×4 Vision foi inspirado no Niva. É bastante plausível supor que o protótipo é, na verdade, uma prévia da próxima geração do modelo que a consagrou. Mesmo que isso não esteja dito abertamente.

Mas fica claro que suas linhas arrojadas sinalizam uma direção interessante para o futuro da marca.

Continuar lendo

Veículos

Novo Jeep Wrangler chega no primeiro trimestre de 2019

Redação

em

Publicado por

Divulgação/Jeep

A Jeep vai lançar o novo Wrangler no Brasil no primeiro trimestre de 2019. Antes, a nova geração do Jeep estará no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro.

Por ora, está confirmada a versão Rubicon, com duas ou quarto portas. Ela trará o motor 2.0 turbo a gasolina, inédito na linha. Esse propulsor, que tem 270 cv, estreou no Cherokee (modelo que não é mais vendido no Brasil).

O preço não foi definido. Porém, ficará acima dos R$ 230 mil cobrados pela geração atual, que ainda tem unidades em estoque no Brasil. Também estão em estudo as versões Sahara e a 2.2 turbodiesel. A outra opção de propulsor disponível nos EUA, 3.6 V6 a gasolina, não deverá ir ao Brasil.

Mudanças

Visualmente, a principal mudança está na grade frontal mais pronunciada. O capô ganhou vincos e ficou mais robusto. Outra novidade está no teto de lona removível. Agora, ele tem acionamento elétrico e pode ser aberto em vários níveis.

O novo Wrangler também ganhou melhorias nos ângulos de ataque e transposição. Além disso, para ficar mais leve, traz várias partes de alumínio (inclusive as portas).

Continuar lendo

Veículos

Hyundai Veloster é registrado no Brasil em versão turbo

Redação

em

Publicado por

Divulgação/Hyundai

Hyundai deverá começar a vender a nova geração do Veloster no País. O modelo foi registrado no Inpi, Instituto Nacional da Propriedade Industrial, o que dá indícios fortes de sua comercialização. O registro também informa que o motor da versão trazida será o 1.6 turbo de 202 cv usado na versão mais forte.

Junto ao motor turbo, o novo Veloster terá uma transmissão de dupla embreagem e seis marchas, suficientes para dar desempenho bem melhor ao cupê de três portas, que sempre foi muito criticado por seu fraco desempenho.

O visual é uma evolução do modelo anterior e tem traços suavizados. A dianteira é mais alta que o Veloster antigo, com capô mais longo. E a traseira tem caimento mais sutil. As três portas foram mantidas. Por dentro, o cupê tem painel parecido com o i30 europeu. Uma tela sensível ao toque fica no alto da peça e domina a cabine.

Continuar lendo
Brasília, 23 de setembro de 2018

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana