Curta nossa página

Cidades

Saúde de Brasília ganha reforço de 310 voluntários profissionais

em



Mariana Damaceno

Refugiada do Irã no Brasil há quase 40 anos, Manijeh Soltanian, de 77 anos, é exemplo do que a solidariedade ao próximo é capaz. Hoje com o coração completamente brasileiro, como faz questão de dizer, ela conta que vê no trabalho voluntário uma forma de retribuir o bem que o País lhe fez em todas essas décadas.

“Decidi sair do Irã por eles”, diz, apontando para um porta-retratos pequeno, com a fotografia dos três filhos, na época com 11, 9 e 4 anos de idade. Depois de uma mudança no governo, seguidores de sua religião passaram a ser perseguidos, e muitos terminaram mortos.

Pediatra e homeopata, ela só conseguiu o registro no conselho de medicina brasileiro em 1983, depois de ter tentado a vida na Argentina e passado um tempo como estagiária no Hospital de Base, quando chegou a Brasília.

Aos 43 anos, Manijeh passou em um concurso da Secretaria de Saúde e foi lotada como pediatra no então Centro de Saúde nº 3 do Gama, onde ficou por 15 anos. Só saiu quando descobriu, por pura curiosidade, a homeopatia. “Muita gente me pedia para receitar remédios homeopáticos, mas eu não sabia o que era”, revela.

Foram dois anos de curso para descobrir como funcionava a especialidade que, diz a iraniana, mudou o rumo da profissão e da vida. “Foi com a homeopatia que vivi os melhores momentos com os pacientes. Desenvolvíamos uma relação de amizade, o que era mágico.”

Junto ao peito, ela guarda com carinho um dos presentes que ganhou das amizades que fez graças à homeopatia: um colar com pingente cravado por pedrinhas verdes e amarelas.

Ligada à Diretoria de Cuidados com o Trabalhador, Manijeh passou 13 anos como servidora, até saber, no susto, que precisaria se aposentar. “Fiquei muito triste. Não conhecia a aposentadoria compulsória”, lembra. “Trabalharia até não conseguir mais andar. Não queria parar.”

E ela não parou. Apreciadora de samba, ganhou festa de despedida, mas não chegou a ir embora. Mesmo aposentada, continua atendendo no mesmo local, agora uma vez por semana, toda sexta-feira.

Além disso, também é homeopata voluntária em uma unidade básica de saúde no Cruzeiro. “Levo a sério meu trabalho. Quando preciso viajar, fico no máximo um mês fora, porque tenho pacientes que precisam de mim.”

Voluntários estão em todos os hospitais públicos

A médica é um dos 310 voluntários profissionais em atividade hoje na Secretaria de Saúde. São vários tipos de unidade que contam com o serviço, que tem cadastrados nutricionistas, fisioterapeutas e dermatologistas, entre outras especialidades. Há também psicólogos, assistentes sociais e enfermeiros.

Todas as unidades hospitalares da rede pública já contam com a atuação de voluntários. Na maioria, eles são enfermeiros. O Hospital Regional de Santa Maria é o que tem maior número de profissionais — 54 distribuídos por 11 atividades diferentes.

A abertura de vagas também vale para áreas não necessariamente ligadas à saúde pública, como engenharia e comunicação.

O serviço voluntário profissional na Saúde foi regulamentado por meio de portaria em novembro de 2016. O termo de adesão, fechado caso a caso, tem duração de um ano, prorrogável.

Para o gerente de Voluntariado da pasta, Cristian da Cruz Silva, o serviço vai além de um reforço na mão de obra no local onde os colaboradores atendem.

“A principal importância do voluntariado é o grande símbolo que ele materializa”, observa. Segundo Silva, o número de pessoas em atividade não representa nem 1% do quadro total da pasta.

Como participar

Para participar do programa exige-se registro profissional. A atividade é em caráter espontâneo, sem remuneração e sem vínculo funcional ou empregatício. O voluntário escolhe o dia e o horário em que poderá ajudar.

Deve-se apresentar os seguintes documentos:

  • Carteira de identidade
  • Cadastro de pessoas físicas (CPF)
  • Diploma de conclusão de curso
  • Carteira de registro de profissional
  • Certidão criminal negativa
  • Certidão negativa do conselho de classe
  • Declaração que comprove não ser servidor ativo da Secretaria de Saúde

Quem quiser se candidatar pode se informar sobre as oportunidades nos hospitais de seu interesse. Também é possível procurar vagas disponíveis pelo Portal do Voluntariado.

A coordenação do trabalho ocorre de forma integrada entre a Gerência de Voluntariado da Secretaria de Saúde, as superintendências de cada região e as direções das unidades onde os colaboradores vão atuar.

Continuar lendo
Publicidade
Comments

Cidades

Dia D da Vacinação Antirrábica acontece neste sábado (21)

em

Publicado por

Andre Borges/Agência Brasília

A Secretaria de Saúde realiza, neste sábado, 21 de julho, o Dia D da Vacinação Antirrábica na Candangolândia. A vacina será distribuída das 9h às 17h, na Administração Regional (Rua dos Transportes AE nº 01) e na Escola das Bandeiras (EQR 02/04, AE 07).

Continuar lendo

Cidades

Segunda cota do IPTU começa a vencer nesta segunda (16)

em

Publicado por

AVB

A partir desta segunda-feira (16), começa a vencer a segunda cota do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e da Taxa de Limpeza Urbana (TLP) do exercício de 2018, a começar pelos imóveis com inscrições final 1 e 2 até 9, 0 e X a ser pagos em 20 de julho.

Os contribuintes que não receberam ou que perderam o boleto conseguem obter uma segunda via no portal da Secretaria de Fazenda. O documento também pode ser emitido em um dos postos do Na Hora, nas lojas do BRB Conveniência ou nas agências da Receita do DF.

Cálculo do IPTU/TLP

O IPTU é calculado multiplicando a respectiva alíquota sobre o valor venal da propriedade (estimativa de preço de mercado). São observadas as faixas percentuais praticadas no DF conforme o tipo de uso do imóvel:

  • De 0,3% para casas e apartamentos usados exclusivamente como moradia
  • De 1% para comércios ou terrenos com alvará de construção
  • De 3%, para terrenos (com áreas vazias) ou bens demolidos

Aplicação dos recursos

Os recursos arrecadados com o IPTU podem ser usados pelo Executivo para qualquer finalidade, como pagamento de salários de servidores, pavimentação de ruas e reformas de equipamentos públicos.

Já a TLP é uma verba vinculada e deve ser revertida exclusivamente para projetos que envolvam serviços de limpeza pública.

Quem não paga o imposto corre o risco de ter o imóvel penhorado (apreensão judicial) e de ter o nome inscrito em dívida ativa do DF.

Continuar lendo

Cidades

Aeroporto de Brasília faz ação promocional no estacionamento

em

Publicado por

Nathália Lauxen

Depois de passar por reforma no acesso e melhoria da sinalização, o estacionamento do Aeroporto de Brasília oferece promoção para os motoristas e os descontos podem passar de 50%. A redução nos preços beneficia os clientes que utilizam o estacionamento por hora, dia ou mês.

A promoção tem validade até 31 de agosto de 2018, e é exclusiva para quem comprar o bilhete pelo site do Aeroporto. Os preços são variados e as maiores reduções são para o estacionamento B, localizado no bolsão externo do Terminal.

Com os descontos, o passageiro paga R$ 9,90 por 1h de permanência e R$ 29,90 pela primeira diária, valores 30% inferiores ao pago presencialmente nos quiosques. A maior diminuição vale para o passageiro que deixar o carro de 4 dias a um mês, com preço único de R$ 139,90, desconto que chega a 58% do valor regular.

A promoção, a melhoria da sinalização e do acesso do usuário até o terminal fazem parte do trabalho do Aeroporto para melhorar o conforto dos passageiros. “Nas pesquisas realizadas com usuários, as maiores queixas são relacionadas a localização das estações de pagamento, sinalização, o acesso ao terminal e o preço. Escutamos nossos passageiros e estamos nos esforçando para aperfeiçoar o espaço. Já melhoramos a sinalização e a circulação, instalamos quiosques de autoatendimento em locais mais cômodos, e estamos dando a opção para o passageiro pagar um valor mais baixo”, comenta Ian Joels, head of real estate da Inframerica. “A promoção é pontual, mas estudamos maneiras para permanecer de forma mais duradoura com os preços reduzidos, especialmente para o estacionamento B”, acrescenta Joels.

O executivo lembra que a compra online deve ser feita antecipadamente, antes do passageiro chegar ao Terminal aéreo. “Todos que vão ao aeroporto têm um horário, seja para buscar alguém ou pegar um voo. Assim como o passageiro compra sua passagem aérea previamente ele pode adquirir também o estacionamento com esta antecedência e ganhar o desconto”, informa.

Para a Estapar, empresa que administra o estacionamento do Aeroporto de Brasília, este é um modelo praticado em outros terminais aéreos do país e que oferece maior praticidade e conveniência ao cliente, além do benefício dos descontos. “A compra online é segura, rápida, fácil e mais barata. Acreditamos que futuramente esse será o modelo de compra de todo passageiro”, afirma André Iasi, CEO da Estapar.

Continuar lendo
Brasília, 22 de julho de 2018

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana