Curta nossa página

Presidente de associação afirma que legalização dos jogos aumentaria ocupação de resorts

Publicado

Foto/Imagem:


O presidente da Associação Brasileira de Resorts, Luiz Daniel Guijarro, informou agora há pouco que a legalização dos cassinos no Brasil permitiria um aumento das taxas de ocupação dos resorts no País e dobraria o faturamento do setor.

Segundo ele, mesmo com a crise, em 2015 o segmento de resorts deverá fechar R$ 1,8 bilhão de receita, quase R$ 100 milhões a mais do que no ano passado, e as projeções feitas caso os cassinos fossem legalizados apontam que a receita seria de R$ 2,16 bilhões de reais.

Guijarro participa de audiência pública da Comissão de Turismo que debate a situação do turismo e o marco regulatório dos jogos no Brasil.

O presidente da associação informou que a média de ocupação nos resorts brasileiros é de 60% ao ano e que aumentaria consideravelmente se houvesse a regulamentação dos jogos.

“Há um espaço para crescimento, se a gente considera a probabilidade de ter cassinos, já que com esse segmento vamos dar um salto de ocupação. É um segmento que traz uma linearidade, diferente do lazer e de eventos corporativos que são sazonais”, disse Guijarro.

Imagem
O assessor da presidência do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Walter Ferreira, recomendou cautela antes de legalizar os cassinos. “É preciso se preocupar com a imagem do Brasil no exterior”, alertou o assessor.

Para Ferreira, todas as formas que buscam desenvolver o turismo no Brasil interessam ao governo. “Nosso país fideliza. 78% voltam ao País. Com o fim dos grandes eventos, essas podem ser as novas saídas”, disse.

Sobre a promoção internacional, Walter Ferreira afirmou que há interesse de aproximação com a iniciativa privada bem como a modernização da Embratur.

ac

Atualizado em 25/11/2015 – 17:04.

Publicidade
Comentários
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana