Curta nossa página

Cidades

Museu Nacional sedia encontro de capoeira a partir desta sexta (10)

em



Para promover a prática da modalidade como cultura brasileira, a capital federal vai sediar o Encontro de Capoeira do Distrito Federal, de sexta-feira (10) a domingo (12).

Nos três dias, mestres, alunos, pesquisadores e representantes do poder público estarão reunidos na Biblioteca Nacional de Brasília e no Anexo I do Museu Nacional de Brasília — Setor Cultural Sul (próximo à Rodoviária do Plano Piloto).

Além de palestras, oficinas, debates e rodas de capoeira com as principais vertentes — angola, regional e contemporânea —, estão previstas apresentações artísticas dos mestres Tião Carvalho e Martinha do Coco (veja abaixo a programação completa).

Os participantes vão discutir políticas públicas para a capoeira e a implementação do Plano Coletivo de Salvaguarda para a Capoeira no Distrito Federal e Região Integrada de Desenvolvimento do DF e Entorno (Ride).

O evento é promovido pela Secretaria de Cultura, por meio da Subsecretaria de Cidadania e Diversidade Cultural.

Na conferência de abertura, será feita uma abordagem histórica da capoeira na sociedade escravista e nas lutas da resistência africana no Brasil.

Também integra o programa do encontro a definição das bases para criar um inventário dos grupos e organizações de capoeira brasilienses e da Ride.

Capoeira é Patrimônio Cultural da Humanidade

Criminalizada até a década de 1930, a capoeira é uma manifestação cultural afro-brasileira presente em todo o território nacional e em mais de 150 países.

Em 2014, foi reconhecida como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

No entanto, de acordo com a Secretaria de Cultura, ainda há poucas políticas públicas na área para preservar a memória e tradição da modalidade.

Com características multidimensionais, ela é, ao mesmo tempo, dança, luta e jogo, e tem os saberes transmitidos de forma oral e gestual.

Informações históricas demonstram que a capoeira seja derivada da dança N’golo, praticada no sul de Angola, em meados do século 17, em ritos de passagem à fase adulta daqueles povos.

Encontro de Capoeira do Distrito Federal

De 10 a 12 de novembro, na Biblioteca Nacional de Brasília e no Anexo I do Museu Nacional de Brasília — Setor Cultural Sul (próximo à Rodoviária do Plano Piloto).

10 de novembro (sexta-feira)

15 horas: mesa de abertura do Encontro de Capoeira do DF e Ride
Conferência com o pesquisador Carlos Eugênio Libâneo Soares (UFF-RJ)
Auditório da Biblioteca Nacional de Brasília – 2º andar (em frente ao Terminal Rodoviário do Touring)

19 horas: apresentações musicais com mestre Tião Carvalho (SP) e mestra Dona Martinha do Coco (DF) na Praça Zumbi dos Palmares (Conic)

11 de novembro (sábado)

Credenciamento
9 horas: conversa sobre o Plano de Salvaguarda para a Capoeira do Distrito Federal e Ride
Convidados: mestre Cobra Mansa (BA) e mestre Amendoim (DF)
Mediadora: Luane Santos (DF)
Auditório da Biblioteca Nacional de Brasília

11 horas: oficina de capoeira angola — mestre Leninho (DF)
Anexo do Museu Nacional, no Complexo Cultura da República

14 horas: conversa sobre o tema Capoeira, Sistema Escolar-Desportivo e Saúde
Convidados: mestre Zulu (DF), mestra Jerusa (DF)
Mediador: Anderson Formiga (DF)
Auditório da Biblioteca Nacional de Brasília

17 horas: oficina de capoeira contemporânea — mestre Amendoim (DF)
Anexo do Museu Nacional

19 horas: roda de capoeira
Anexo do Museu Nacional

12 de novembro (domingo)

10 horas: conversa sobre o tema Capoeira, Cultura Popular e Movimentos Sociais
Convidados: mestra Janja (BA) e Thiago Baldez (DF)
Mediador: Anderson Formiga (DF)
Auditório da Biblioteca Nacional de Brasília

14 horas: conversa sobre o tema Capoeira, Políticas Públicas e Patrimônio
Convidados: mestre Luiz Renato (DF), mestre Soldado (BA) e Gustavo Pacheco, subsecretário de Patrimônio da Secretaria de Cultura
Mediador: Daniel Mioju (DF)
Auditório da Biblioteca Nacional de Brasília

17 horas: oficina de capoeira regional — mestre Skysito
Anexo do Museu Nacional

19 horas: roda de capoeira — encerramento e entrega de certificados
Anexo do Museu Nacional

Continuar lendo
Publicidade
Comments

Cidades

Dia D da Vacinação Antirrábica acontece neste sábado (21)

em

Publicado por

Andre Borges/Agência Brasília

A Secretaria de Saúde realiza, neste sábado, 21 de julho, o Dia D da Vacinação Antirrábica na Candangolândia. A vacina será distribuída das 9h às 17h, na Administração Regional (Rua dos Transportes AE nº 01) e na Escola das Bandeiras (EQR 02/04, AE 07).

Continuar lendo

Cidades

Segunda cota do IPTU começa a vencer nesta segunda (16)

em

Publicado por

AVB

A partir desta segunda-feira (16), começa a vencer a segunda cota do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e da Taxa de Limpeza Urbana (TLP) do exercício de 2018, a começar pelos imóveis com inscrições final 1 e 2 até 9, 0 e X a ser pagos em 20 de julho.

Os contribuintes que não receberam ou que perderam o boleto conseguem obter uma segunda via no portal da Secretaria de Fazenda. O documento também pode ser emitido em um dos postos do Na Hora, nas lojas do BRB Conveniência ou nas agências da Receita do DF.

Cálculo do IPTU/TLP

O IPTU é calculado multiplicando a respectiva alíquota sobre o valor venal da propriedade (estimativa de preço de mercado). São observadas as faixas percentuais praticadas no DF conforme o tipo de uso do imóvel:

  • De 0,3% para casas e apartamentos usados exclusivamente como moradia
  • De 1% para comércios ou terrenos com alvará de construção
  • De 3%, para terrenos (com áreas vazias) ou bens demolidos

Aplicação dos recursos

Os recursos arrecadados com o IPTU podem ser usados pelo Executivo para qualquer finalidade, como pagamento de salários de servidores, pavimentação de ruas e reformas de equipamentos públicos.

Já a TLP é uma verba vinculada e deve ser revertida exclusivamente para projetos que envolvam serviços de limpeza pública.

Quem não paga o imposto corre o risco de ter o imóvel penhorado (apreensão judicial) e de ter o nome inscrito em dívida ativa do DF.

Continuar lendo

Cidades

Aeroporto de Brasília faz ação promocional no estacionamento

em

Publicado por

Nathália Lauxen

Depois de passar por reforma no acesso e melhoria da sinalização, o estacionamento do Aeroporto de Brasília oferece promoção para os motoristas e os descontos podem passar de 50%. A redução nos preços beneficia os clientes que utilizam o estacionamento por hora, dia ou mês.

A promoção tem validade até 31 de agosto de 2018, e é exclusiva para quem comprar o bilhete pelo site do Aeroporto. Os preços são variados e as maiores reduções são para o estacionamento B, localizado no bolsão externo do Terminal.

Com os descontos, o passageiro paga R$ 9,90 por 1h de permanência e R$ 29,90 pela primeira diária, valores 30% inferiores ao pago presencialmente nos quiosques. A maior diminuição vale para o passageiro que deixar o carro de 4 dias a um mês, com preço único de R$ 139,90, desconto que chega a 58% do valor regular.

A promoção, a melhoria da sinalização e do acesso do usuário até o terminal fazem parte do trabalho do Aeroporto para melhorar o conforto dos passageiros. “Nas pesquisas realizadas com usuários, as maiores queixas são relacionadas a localização das estações de pagamento, sinalização, o acesso ao terminal e o preço. Escutamos nossos passageiros e estamos nos esforçando para aperfeiçoar o espaço. Já melhoramos a sinalização e a circulação, instalamos quiosques de autoatendimento em locais mais cômodos, e estamos dando a opção para o passageiro pagar um valor mais baixo”, comenta Ian Joels, head of real estate da Inframerica. “A promoção é pontual, mas estudamos maneiras para permanecer de forma mais duradoura com os preços reduzidos, especialmente para o estacionamento B”, acrescenta Joels.

O executivo lembra que a compra online deve ser feita antecipadamente, antes do passageiro chegar ao Terminal aéreo. “Todos que vão ao aeroporto têm um horário, seja para buscar alguém ou pegar um voo. Assim como o passageiro compra sua passagem aérea previamente ele pode adquirir também o estacionamento com esta antecedência e ganhar o desconto”, informa.

Para a Estapar, empresa que administra o estacionamento do Aeroporto de Brasília, este é um modelo praticado em outros terminais aéreos do país e que oferece maior praticidade e conveniência ao cliente, além do benefício dos descontos. “A compra online é segura, rápida, fácil e mais barata. Acreditamos que futuramente esse será o modelo de compra de todo passageiro”, afirma André Iasi, CEO da Estapar.

Continuar lendo
Brasília, 22 de julho de 2018

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana