Curta nossa página

Ministério Público recomenda e GDF manterá fechado posto de gasolina em Vicente Pires

Publicado

Foto/Imagem:


O governo do Distrito Federal informou que vai acatar a recomendação do Ministério Público e vai impedir um posto de combustíveis às margens da EPTG, em Vicente Pires, de voltar a funcionar. O estabelecimento já havia sido interditado. Segundo o MP, o espaço funcionava em uma área de proteção ambiental.

A recomendação
As Promotorias de Justiça de Defesa da Ordem Urbanística (Prourb) recomendaram ao administrador de Vicente Pires, Renato Santana, no último dia 31, que anule a Licença de Funcionamento 159/2014 em nome da Calltech Combustíveis e Serviços Ltda., localizada na chácara 54. Em dez dias, o administrador deverá informar ao Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) sobre o cumprimento da recomendação e sobre a existência de outros pedidos de licenciamento para postos de combustíveis.

O posto de gasolina está localizado em Área de Preservação Permanente (APP), o que, por si só, impossibilitaria a sua instalação. Além disso, a empresa não conseguiu comprovar as vistorias técnicas obrigatórias do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil e do Instituto Brasília Ambiental (Ibram). Nem mesmo o contrato de outorga de autorização para a atividade fornecido pela Agência Nacional de Petróleo (ANP) consta do processo de licenciamento.

Outra questão levantada pelo MPDFT é que a licença de funcionamento foi concedida com base na Lei Distrital nº 4.611/2011, revogada pela Lei Distrital nº 5.280/2013. A nova legislação determina que a licença de funcionamento deve ser emitida para atividades exercidas em imóveis com situação fundiária regular, ou seja, aqueles cujos lotes possuam matrícula no registro de imóveis, o que não é o caso da área em questão.

Clique aqui para ler a recomendação.

Atualizado em 06/04/2015 – 21:47.

Publicidade
Comentários
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana