Curta nossa página

Homicídio

Jovem infrator é enforcado em lençol e morto por colega de quarto

Publicado

Foto/Imagem:


Um adolescente de 14 anos foi morto na Unidade de Internação de São Sebastião, na tarde desta segunda-feira (11). Ao G1, a Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude informou que o jovem foi enforcado pelo companheiro de quarto.

De acordo com o Sindicato dos Servidores da Carreira Socioeducativa (Sindsse), o jovem foi morto por volta de 16h com um lençol enrolado no pescoço após um desentendimento entre internos.

“O que matou disse que o menor de 14 anos estava lhe oprimindo. Segundo o jovem, ele era obrigado a lavar cuecas e roupas. O homicídio foi executado friamente sem dó e nem piedade”, disse ao G1 o presidente do Sindsse, Cristiano Torres.

Por nota, a Corregedoria da Secretaria da Criança informou que está apurando o ocorrido para verificar possíveis falhas de procedimento dos servidores. Segundo o órgão, quatro adolescentes foram mortos dentro de unidades de internação em 2015. Este é o primeiro caso em 2016.

Torres também reclama do baixo efetivo da categoria e da superlotação nas unidades. Segundo ele, “adolescentes e servidores ficam expostos por descaso do governo”.

“A Unidade de São Sebastião sofre dos mesmos problemas que todas as outras unidades de internação do DF. O efetivo é baixo e há mais internos nos quartos do que foi originalmente projetado. Por exemplo, o ideal seria um interno por quarto. Hoje, são dois. Além disso, falta um sistema de monitoramento de câmeras que funcione adequadamente.”

Entretanto, a Secretaria da Criança informa que a Unidade de São Sebastião tem capacidade para 120 internos e hoje tem 119 jovens, além de 3 em sanção. “O efetivo da unidade é de 185 servidores, sendo 97 Atendentes de Ressocialização Socioeducativa (ATRS).”

O presidente do Sindsse também afirma que há problemas na segurança das unidades. “Não trabalhamos em creche”, diz Torres. “Aqui nós temos estupradores, traficantes, homicidas e latrocidas. É com isso que a gente trabalha, né? A segurança é sempre deixada no quinto plano”, diz.

Homicídios
Em 2015, dois adolescentes foram mortos na unidade de Planaltina. Em São Sebastião, 1 jovem foi morto enforcado e depois afogado no vaso sanitário.  No Recanto das Emas, também houve uma morte.

Em junho, um adolescente de 15 anos morreu por asfixia após ser agredido por colegas de quarto na Unidade de Internação de Planaltina. Um jovem de 15 anos e dois de 17 anos eram suspeitos da morte. Em nota, a Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude lamentou o ocorrido.

Em 9 de janeiro do ano passado, um adolescente de 16 anos morreu na mesma unidade após uma briga com colegas de quarto. A ex-secretária da Criança, Jane Klébia Reis, afirmou à época que o setor tinha um déficit de 400 funcionários e que um concurso seria realizado até o fim de 2015. O processo seletivo começou em novembro.

Jéssica Nascimento, G1 DF

Atualizado em 12/01/2016 – 12:09.

Publicidade
Comentários
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana