Curta nossa página

2.0 turbodiesel

JAC lançará picape média para brigar com a Fiat Toro

Redação

Publicado

Foto/Imagem: Divulgação/JAC


O sucesso da Fiat Toro inspirou outras marcas a investir no segmento das picapes médias. Uma delas é a chinesa JAC. Ela lançará uma picape movida a diesel no País no fim do primeiro semestre de 2019.

Trata-se da picape que, na China, foi lançada como T6 e, após uma reestilização profunda, passou a ser vendida como Shuailing T8. No Brasil, ela deve ter um nome inédito. Isso porque T6 e T8 foram nomes de dois produtos que a marca comercializou por aqui no passado (um SUV e uma maxivan, respectivamente).

O desenho da picape é marcado por uma grade frontal avantajada, que avança sobre o para-choque, garantindo um ar invocado. As caixas de rodas têm molduras plásticas, no melhor estilo aventureiro. Um santantônio dá personalidade à caçamba, que conta com ganchos laterais para amarração de carga.

A cabine tem visual enxuto, com comandos agrupados em uma espécie de ilha no console central. A central multimídia é similar à do novo SUV T50 e mostra as imagens das câmeras 360 graus. Os bancos são de couro e o desenho do volante mantém aquela vaga inspiração em modelos da Chevrolet.

Motor 2.0 turbodiesel e câmbio manual

Com 5,32 metros de comprimento (ou 6,51 m em uma versão alongada, sem previsão de vinda ao País), a picape pode ter tração 4×2 ou 4×4 com reduzida.

O motor 2.0 turbodiesel gera 138 cv e 32,5 mkgf. A transmissão é manual de seis marchas – não há, por enquanto, opção automática nem mesmo no mercado chinês.

Ainda não há estimativa do preço sugerido da nova picape no País. Mas a JAC aos poucos quer tentar a sorte com modelos de tíquete mais elevado. Tanto é que se prepara para lançar um SUV médio, o T80, por R$ 139.990. Será o carro chinês mais caro do Brasil.

Pré-venda

Esportivo BMW X2 M35i tem preço confirmado no Brasil

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Divulgação/BMW

Nova adição a gama do X2, a versão esportiva M35i entrou em pré-venda no Brasil por R$ 313.950. O modelo da BMW virá importado da Alemanha, e as primeiras unidades serão entregues aos compradores em setembro.

A principal diferença do modelo é a adoção do motor quatro cilindros, 2.0 turbo, que entrega 306 cv entre 5 mil e 6.250 rpm e 45,8 mkgf entre 1.750 rpm e 4.500 rpm. Outra adição a versão esportiva é a tração integral sob demanda. A transmissão é a automática de oito velocidades.

O X2 M35i traz ainda sistema de refrigeração maior e mais robusto para motor e câmbio e sistema de controle de largada. Da linha M, Com essas mudanças, ele é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 4,9 segundos e tem a velocidade máxima limitada eletronicamente em 250 km/h.

No visual, o X2 esportivo apela para aerofólio, novos para-choques, soleira das portas de aço-inox com a inscrição M35i, detalhes externos na cor cinza e rodas da divisão esportiva M de 20 polegadas. Por dentro há bancos dianteiros, volante e cintos de segurança da linha M.

Como itens de série há head-up display, que projeta as informações do painel no para-brisa, faróis de Full-LED, teto solar panorâmico e seis air bags. Completam o pacote pneus run-flat, que podem rodar murchos a até 80 km/h por 80 km, controles de tração e estabilidade e porta-malas com acionamento elétrico. O sistema de som é da Harman Kardon e traz 12 alto-falantes.

X2 M35i vem compor linha no Brasil

Além da versão esportiva, que se torna a opção de topo, o X2 é oferecido em mais três opções. A sDrive18i GP custa R$ 191.950, a sDrive20i GP sai a R$ 211.950 e a sDrive20i M Sport X por R$ 246.950.

A variante mais básica usa um motor 1.5 de três cilindros, turbo e flexível, que rende até 136 cv e 22,4 mkgf. A transmissão é automática de seis marchas. No caso das sDrive 20i o propulsor é o 2.0 turbo quatro-cilindros, também flexível, de até 192 cv e 28,5 mkgf. Já o câmbio é o automático de oito velocidades. Nas três versões, a tração é dianteira.

Continuar lendo

Máquinas

Audi traz novos A4 Avant e A5 Sportback S-Line para o Brasil

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Divulgação/Audi

A Audi vai começar a vender no Brasil os A4 Avant e A5 Sportback com o pacote S-Line. O item adiciona detalhes esportivos aos dois modelos, como rodas maiores e para-choques mais pronunciados. Os dois modelos já estão nas concessionárias da marca. A perua do A4 custa R$ 219.990 e o A5 Sportback S-Line custa R$ 248.990.

A A4 Avant tem grade pintada de preto, nova saia lateral, rodas de 18 polegadas com desenho exclusivo e faróis de LED de série. A perua também ganha teto solar panorâmico com o pacote.

Há itens como partida por botão com chave presencial, bancos de couro com ajustes elétricos para o motorista e ar-condicionado automático de três zonas.

Por dentro, o modelo tem o painel virutal de 12,3 polegadas já conhecido das outras versões. Há também central multimídia com Android Auto e CarPlay. Também há GPS integrado e conexão Bluetooth. Como opcional, a A4 Avant S-Line pode receber monitor de faixa de rolamento e o assistente de congestionamento, que comanda a direção a até 65 km/h. O sistema é atrelado ao controle de cruzeiro adaptativo.

A5 Sportback S-Line

O A5 Sportback S-Line recebe o mesmo tratamento estético da perua, com grade escurecida, rodas exclusivas de 19 polegadas e faróis de LED. O modelo também traz painel virtual e tampa do porta-malas com acionamento elétrico como a perua.

O A5 também pode receber os assistentes de congestionamento e faixa de rolamento, mas também sistema de som com alto-falantes da Bang&Olufsen.

O motor é o mesmo para os dois carros. Sob o capô, há um 2.0 turbo com 190 cv e 32,6 mkgf. O câmbio é sempre automatizado de dupla embreagem com sete marchas. A tração é sempre dianteira. Com o conjunto, a perua acelera de 0 a 100 km/h em 7,5 segundos e chega aos 239 km/h. O A5 Sportback faz de 0 a 100 km/h em 7,3 segundos e chega aos 240 km/h.

Continuar lendo

Modelo 2020

Cruze passa por reestilização e ganha wi-fi da Claro a bordo

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Divulgação/Chevrolet

Mesmo sem revelar os preços, a Chevrolet divulgou imagens e informações da linha 2020 do Cruze. A versão de topo agora recebe a nomenclatura Premier, como Equinox, Tracker e Spin. Sedã e hatch também passaram por uma leve reestilização. Mas a maior novidade do modelo é a opção de wi-fi a bordo.

Segundo a marca, a tecnologia permite que os ocupantes economizem os próprios planos de internet móvel. Além disso, a Chevrolet informa que o sistema do carro é menos vulnerável a sombras de sinal.

A antena no teto do carro pode entregar sinal até 12 vezes superior. O sinal de internet para a wi-fi será provido pela Claro, mas a Chevrolet ainda não divulgou planos, bandas ou preços do serviço.

A central multimídia também mudou. O sistema ficou mais moderno. A tela de 8 polegadas tem melhor resolução gráfica, processamento mais rápido e pode até agendar revisões pela internet. A central mantém o Android Auto e o Apple CarPlay de série.

Por dentro, o Cruze ganhou um bem-vindo botão para desligar o start-stop. A câmera de ré também tem melhor definição e hatch e sedã trazem sistema de frenagem autônoma de emergência.

O modelo já tinha alerta de colisão iminente e monitores de ponto cego e faixa de rolamento. O computador de bordo no centro do painel também tem novos grafismos.

A dianteira mudou levemente, com a adoção de um novo para-choque. A peça é igual à usada no modelo vendido nos Estados Unidos e tem entradas de ar maiores.

O emblema da marca ficou mais baixo, centralizado na dianteira do carro. O hatch tem desenho exclusivo no alojamento das luzes de neblina.

Atrás, as lanternas mantêm o mesmo formato, mas têm nova disposição das luzes. Ré e indicadores de direção estão na base da peça, ante a posição central nos modelos anteriores.

Continuar lendo
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana

Copyright © 2015-2019 AVB - AO VIVO DE BRASÍLIA - Todos os Direitos Reservados. CNPJ 28.568.221/0001-80 - SIG Quadra 01, Lote 385, Platinum Office, Sala 117 - Brasília-DF - Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores.