Curta nossa página

Parceria com a Opas

Imuniza Estrutural fará busca ativa por moradores com vacinas em atraso

Publicado

Dia D vacinação
Foto/Imagem: Breno Esaki/Agência Saúde-DF


O estacionamento da Unidade Básica de Saúde (UBS) 1 da Vila Estrutural virou sala de aula neste sábado (9). A Secretaria de Saúde, em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), apresentou o projeto Imuniza Estrutural. A ação vai capacitar a comunidade na busca ativa e conscientização de moradores com vacinas em atraso.

A cobertura vacinal na Estrutural está em 85%, de acordo com dados da secretaria. A área de maior vulnerabilidade na região administrativa é a Chácara Santa Luzia, foco principal do projeto. Para além da proteção contra o coronavírus, o programa busca aumentar a imunização para todas as doenças do calendário básico, alcançando um público de todas as idades.

Durante a apresentação, funcionários da Secretaria de Saúde cadastraram cerca de 50 líderes comunitários. A missão de cada um deles é divulgar o projeto pela cidade. “Queremos capacitar até 500 moradores”, afirma a gerente da UBS 1 da Estrutural, Andressa Castro. “Os participantes serão divididos em cinco turmas – a primeira delas receberá o treinamento em 16 de junho.”

Moradora da Estrutural há mais de 25 anos, Mariza Araújo foi uma das inscritas para participar do projeto. “Uma boa conversa entre os moradores vai nos ajudar a encontrar o pessoal que ainda não tomou todas as vacinas”, opina a dona de casa de 41 anos. “A gente bate um papo, fala sobre a importância da vacinação… É uma iniciativa boa.”

A especialista em imunização da Opas Lely Guzman ressalta que o projeto não se limita à busca por moradores com o calendário vacinal atrasado. “Na capacitação, ensinamos os participantes a interpretar as cadernetas de vacinação, explicamos quais doenças são evitadas por cada uma das vacinas, falamos sobre hábitos de higiene e uso correto da máscara”, descreve.

Lely garante que o conhecimento traz um resultado muito positivo para a comunidade, principalmente no que diz respeito aos mitos acerca da vacinação. “As pessoas mudam diversos conceitos, a imunização ganha maior credibilidade entre os moradores”, ressalta.

Para o subsecretário de Atenção Integral à Saúde, Maurício Gomes Fiorenza, a participação da população é fundamental para aumentar a cobertura vacinal. “Por causa da covid-19, a busca pelos imunizantes obrigatórios caiu em todo o Brasil. Com isso, casos de doenças que já estavam erradicadas voltaram a aparecer”, ressalta. “Daí a importância de trazer os moradores para perto das UBSs, de contar com a ajuda da comunidade.”

A educadora social Keila Costa, 49 anos, saiu da apresentação animada para começar os trabalhos na comunidade. “Vamos falar primeiro com igrejas, cooperativas, escolas e associações. Fica mais fácil fazer essa conscientização a partir das instituições”, planeja. “Os hospitais públicos não podem mais ficar sobrecarregados por aqueles que não se vacinaram.”

A busca ativa pela população com vacinas em atraso já vem sendo feita pelo Carro da Vacina. A ação itinerante da Secretaria de Saúde leva os imunizantes contra a covid-19 para perto da comunidade – neste sábado, o veículo percorre a região de Nossa Senhora de Fátima, no Arapoanga, das 9h às 17h.

Imuniza Estrutural

Moradores interessados em participar da capacitação podem se cadastrar pelo número (61) 99134-5165.

Atualizado em 10/07/2022 – 08:41.

Publicidade
Comments
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana