Curta nossa página

Diagnóstico

HUB inaugura laboratório de cardiologia com teste inédito no Distrito Federal

Publicado

Foto/Imagem:


O Hospital Universitário de Brasília, vinculado à UnB, inaugura nesta sexta-feira (8) uma ala especializada em diagnóstico e tratamento de doenças cardíacas. Segundo o hospital, as novas instalações têm capacidade para atender até um terço dos pacientes infartados do Distrito Federal mas, para isso, precisa que a Secretaria de Saúde faça um novo contrato e ajude no custeio.

O hospital é financiado inteiramente por recursos dos ministérios da Educação e da Saúde, e administrado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). Em nota, a Secretaria de Saúde informou que a parceria ainda está “em desenvolvimento” e que, por isso, não poderia passar detalhes de prazo e valor.

O espaço já funciona provisoriamente há um ano e, nesse período, realizou 144 exames. Segundo o hospital, a capacidade total é bem maior – até 200 exames mensais, incluindo 100 cateterismos cardíacos. Em três anos, a equipe da área cardiovascular passou de 3 para 20 médicos, segundo o HUB.

No novo laboratório, o hospital universitário promete oferecer exames como ergoespirometria, ergometria, ecocardiografia e holter. A unidade também será a única do DF a oferecer a cintilografia miocárdica – exame que usa um contraste radioativo para identificar problemas cardiácos graves, como o infarto.

Além do laboratório de hemodinâmica, o HUB diz que a área de cardiologia recebeu “equipamentos novos, modernização de processos, incorporação de recursos humanos e ampliação da capacidade de atendimento”. Todos os atendimentos na unidade são gratuitos.

As novidades no setor também incluem dez leitos de UTI coronariana e uma área de emergência cardiológica referenciada. O hospital também passou a fazer cirurgia cardíaca, diagnóstico e tratamento de arritmias. Entre setembro e dezembro, a unidade também fez 30 implantes de marcapassos em pacientes encaminhados pelo Hospital de Base.

A Ebserh foi criada em 2011 para gerenciar hospitais universitários em todo o país e evitar o sucateamento das unidades. O contrato de gestão com a UnB foi assinado em janeiro de 2013 e completa três anos neste mês.

Atualizado em 08/01/2016 – 12:58.

Publicidade
Comentários
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana