Curta nossa página

Grupo invade fazenda em Brazlândia e faz funcionários reféns, diz proprietário

Publicado

Foto/Imagem:


Um grupo invadiu uma fazenda na BR-080, em Brazlândia, neste sábado (14). De acordo com a Polícia Militar, 200 famílias ligadas ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocuparam a área às 2h. O proprietário do local, Evandro Resende, diz que os invasores não estão permitindo a entrada nem a saída dos 12 funcionários. A 18ª DP apura o caso.

A fazenda, segundo Evandro Resende, de 42 anos, produz milho, soja, maracujá e 1,5 mil frangos de corte. A preocupação do proprietário é de que os animais acabem morrendo por falta de comida, água e cuidados especiais.

“Eu estava em Goiânia quando recebi a ligação de um funcionário. O grupo do MST não está deixando ninguém sair da fazenda. Eles quebraram cercas e portões. Alguns granjeiros foram até o local para levar comida para os animais. Porém, foram proibidos de entrar.”

A Polícia Militar informou que a ocupação está pacífica e não há reféns. Segundo Resende, o grupo pede assentamento agrário e diz que ficará na fazenda, por tempo indeterminado.

“Eles estão com pedaços de madeiras, facas e até armas escondidas. Os funcionários me ligaram e disseram que os invasores chegaram gritando e dizendo que: ‘a fazenda está dominada e que agora, tudo está no nosso comando’. Estou chegando em Brasília e vou tomar as devidas providências. Por enquanto, minha família registrou um boletim de ocorrência na Polícia Civil”, relata.

A ocorrência foi registrada no Esbulho Possessório na 18ª DP e a Seção de Investigação Criminal (SIC) apura o caso, de acordo com a Polícia Cívil. Procurado pelo G1, o MST não soube informar sobre a ocupação do grupo.

Jéssica Nascimento

Atualizado em 14/11/2015 – 12:14.

Publicidade
Comentários
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana