Curta nossa página

#VacinaDF

GDF antecipa segunda dose para pessoas com reforço marcado até 24 de setembro

Publicado

segunda dose
Foto/Imagem: Lusa


A partir desta quarta-feira (8), as pessoas que têm a aplicação da segunda dose das vacinas Pfizer e AstraZeneca agendadas no cartão de vacina até o dia 24 de setembro poderão antecipar o recebimento da D2. Basta procurar um dos pontos de vacinação que ofereçam os dois imunizantes.

A informação foi divulgada em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (6), no auditório da Secretaria de Saúde. Durante a entrevista, o secretário de Saúde, general Pafiadache, explicou também sobre como a rede pública está avançando para reduzir a fila de espera para cirurgias eletivas e sobre o remanejamento de pacientes com Covid-19 para os hospitais de campanha.

“Estamos concentrando os pacientes com Covid-19 nos hospitais de campanha, liberando assim enfermarias e UTIs para que possamos atuar nas filas de cirurgias eletivas que estão represadas há muito tempo. Algumas unidades já estão trabalhando no terceiro turno para garantir mais agilidade nesse processo”, informou.

Uma força-tarefa foi montada para aumentar a produção cirúrgica e operar quem necessita de cirurgia. O mutirão começou pelos hospitais regionais de Taguatinga e Samambaia e o Hospital Materno Infantil de Brasília. Ainda nesta semana, os hospitais da Asa Norte, Santa Maria, Base e Região Leste vão começar a força-tarefa. Essas unidades trabalharão com três turnos de cirurgias possibilitados graças à autorização da Secretaria de Economia que liberou 10 mil horas de Trabalho por Período Definido (TPD) para os servidores da Saúde.

Atendimento à população

O secretário de Saúde falou sobre os esforços que vêm sendo empregados com a manutenção predial de várias unidades de saúde para melhorar o atendimento à população. Os hospitais da Asa Norte e do Gama tiveram os prontos-socorros reformados recentemente. Além deles, o hospital de Sobradinho teve as enfermarias revitalizadas e o hospital de Ceilândia recebeu reforma no centro cirúrgico.

As unidades de saúde têm se organizado na desmobilização de leitos de UTI, enfermaria e UCI para aumentar a capacidade de internação para pacientes não-Covid e ofertar mais leitos pós-cirúrgicos. De acordo com a secretaria-adjunta de Assistência à Saúde, Raquel Beviláqua, a desmobilização continua ocorrendo em toda a rede.

“Estamos com 58,56% de ocupação nos leitos de UTI-Covid. Temos 26 leitos vagos e apenas 3 pacientes aguardando por esses leitos. Já foram realocados 185 leitos para os hospitais de campanha e os acoplados de Ceilândia e Samambaia. Estamos trabalhando para agilizar os atendimentos e acelerar as cirurgias”, explica. Ainda segundo Raquel, os pacientes que aguardam cirurgias eletivas devem atualizar os dados cadastrais em caso de mudança de número ou endereço.

“O paciente que está na fila por uma cirurgia deve manter seus dados sempre atualizados para que o complexo regulador possa entrar em contato caso tenha alterado algum dado. Basta comparecer em qualquer UBS para fazer a atualização”, destaca.

Cirurgias cardíacas

Um acordo realizado entre o Ministério Público, Secretaria de Saúde e o Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (ICDF) prevê o aumento das cirurgias cardíacas pediátricas realizadas na unidade. Hoje, são realizadas, em média, 17 cirurgias desta especialidade no ICDF por meio do contrato com a SES-DF. A partir desse acordo, a unidade passa a realizar, no mínimo, 29 cirurgias coronarianas mensalmente.

“O ICDF está preparado para realizar este montante, há cerca de 80 a 90 crianças aguardando por cirurgia. É uma grande medida que vai fazer a saúde avançar na questão da cardiopatia pediátrica que necessita de cirurgia”, explica o secretário de Saúde.

Vacinação dos adolescentes

Sobre a vacinação dos adolescentes, até o momento, cerca de 70% do público com 17 anos já se vacinou. A Secretaria de Saúde aguarda uma nova remessa de doses da Pfizer (única autorizada pela Anvisa para aplicação em adolescentes de 12 a 17 anos) para dar continuidade na imunização desses jovens.

Segundo o subsecretário de Vigilância a Saúde substituto, Fabiano dos Anjos, o DF receberá, na noite desta segunda (6) e, 31.590 doses de vacina Pfizer para dar continuidade à vacinação. Os imunizantes serão para a segunda dose. Nesta quarta-feira (8) também está prevista a chegada de mais 26.910 doses para D2 e 16.380 para a primeira dose.

Sobre a chamada terceira dose, a Secretaria de Saúde aguarda o envio de vacinas pelo Ministério da Saúde e pede que a população não procure por essas doses nas unidades de saúde antes de um anúncio oficial da pasta.

Atualizado em 08/09/2021 – 09:05.

Publicidade
Comentários
Publicidade
Publicidade