Curta nossa página

Carnaval

Fiscalização fecha o cerco a condutores alcoolizados no DF

Redação

Publicado

Foto/Imagem: Tony Winston/Agência Brasília


Durante o Carnaval, quando a fiscalização do Departamento de Trânsito do Distrito Federal e dos demais órgãos de fiscalização é focada, principalmente, no combate à embriaguez ao volante, um novo procedimento vai permitir que o condutor flagrado sob efeito de álcool seja preso mesmo quando se recusar a fazer o teste do bafômetro.

De acordo com a Recomendação nº 006, de 14 de dezembro de 2018, da Corregedoria-Geral da Polícia Civil do Distrito Federal, os delegados de polícia podem realizar a prisão em flagrante de condutores embriagados utilizando como prova material o Termo de Constatação de Embriaguez lavrado pelo agente de trânsito, após análise técnica e jurídica dos fatos.

Com a medida, basta que o condutor apresente notórios sinais de embriaguez para ser preso. O crime de trânsito é previsto no artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Além da prisão em flagrante, o condutor alcoolizado responde administrativamente, conforme previsto no artigo 165 do CTB, sendo penalizado com multa de R$ 2.934,70 ou de R$ 5.869,40 – em caso de reincidência – e suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Antes, apenas os condutores que tivessem a embriaguez comprovada pelo laudo emitido por meio do equipamento metrológico ou do exame de sangue eram presos e respondiam criminalmente por dirigir sob efeito de álcool. Assim, muitos condutores se valiam da prerrogativa de recursar o teste do etilômetro para escapar da prisão em flagrante e responder apenas administrativamente, com multa e processo de suspensão do direito de dirigir.

Os procedimentos de emissão de Termo de Constatação e o encaminhamento do condutor à delegacia estão alinhados com a Polícia Militar do Distrito Federal, que também realiza operações da Lei Seca no DF.

Preservando vidas

A medida proposta pela Corregedoria da PCDF aumenta a segurança no trânsito e preserva vidas, já que visa retirar das ruas o condutor alcoolizado antes que ele se envolva em acidente, colocando em risco a própria vida e a de outros usuários da via. Ao conduzi-lo à delegacia, evita-se que o condutor possa burlar a fiscalização e continuar dirigindo, como já ocorreu em alguns casos em que um mesmo condutor embriagado foi flagrado em mais de uma blitz na mesma noite.

Quem tem CNH digital

Motoristas do Distrito Federal já podem pagar multas pelo celular

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Divulgação

A partir desta segunda-feira (1º), os condutores do Distrito Federal terão mais comodidade para quitar débitos relativos a multas de trânsito.

O serviço está disponível para infrações cometidas em rodovias distritais, fiscalizadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF), por meio do aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT), que reúne as versões digitais da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV).

O app permite que o condutor, que já tenha a carteira digital, imprima suas multas e os boletos de pagamento das infrações cometidas nas rodovias sob circunscrição do DER/DF e em trechos fiscalizados por outros órgãos autuadores conveniados ao sistema RADAR, desenvolvido pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) em 2016.

Benefícios do App

O aplicativo avisa sobre o vencimento da CNH, emite notificações de recall e fornece a lista de infrações de trânsito vencidas, a vencer e pagas. Nesse momento o CDT só permite o desconto de 20% sobre a multa caso a quitação ocorra antes do vencimento. Após essa data, o infrator paga o valor integral mais eventuais acréscimos.

O abatimento de 40% é possível em outro aplicativo, o Sistema de Notificação Eletrônica (SNE), que também foi desenvolvido pelo Serpro. O DER/DF também utiliza este sistema e disponibiliza o desconto desde que o motorista pague a multa antes do vencimento e abra mão de recurso.

A previsão é que, até o final deste ano, o SNE seja totalmente integrado à CDT, que permitirá ambos os descontos.

Como funciona hoje

Antes do serviço oferecido via app, quando o interessado desejava verificar se foi flagrado em alguma infração de trânsito em vias do DER/DF, ele teria de acessar o site do DER/DF ou do Detran-DF para verificar se havia algum registro de autuação e efetuar o pagamento destas multas, caso não quisessem entrar com recurso.

Agora, com os cidadãos utilizando o aplicativo para consulta e pagamento direto das multas uma parte do valor pago no processo será economizado e convertido em mais ações de fiscalização e educação de trânsito.

O superintendente de trânsito do órgão, Elcy Ozório dos Santos está otimista quanto à utilização do aplicativo pelos motoristas.

“Esperamos que boa parte dos condutores utilize esta funcionalidade para pagamento dos autos de penalidade. Através dele teremos controle, em tempo real, dos pagamentos de multas realizados possibilitando que realizemos o planejamento em áreas de fiscalização e educação do trânsito com estes recursos”, declarou.

Como utilizar o serviço?

Baixe o aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT), disponível gratuitamente nas lojas Google Play e App Store.

Após baixar o aplicativo, faça o cadastramento, com login e senha (que também servirão para acessar o Portal Gov.br). Se o usuário já for cadastrado no portal do governo, basta usar os mesmos login e senha.

Após a validação, faça login no aplicativo, clique em Infrações e selecione o filtro desejado: Por infrator ou Por veículo.

Ao selecionar a infração, caso o Órgão Autuador (OA) já tenha aderido ao pagamento na CDT será apresentada a opção Solicitar boleto ao usuário. A disponibilização do boleto é realizada em tempo real.

Continuar lendo

10ª edição

Campanha Agro Pinheiro oferece produtos em condições especiais

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Divulgação

Com o mês de maio chegando ao fim, a Agro Pinheiro se aproxima nas próximas semanas para oferecer promoções exclusivas de diferentes produtos agropecuários. A iniciativa é da empresa Pinheiro Ferragens para otimizar a reforma e/ou a construção de imóveis urbanos ou rurais dos seus clientes. Neste ano, é celebrada a 10ª edição da campanha.

“Um dos produtos que esta ação promocional contempla são as telas que cercam e dividem áreas. Disponibilizamos, por exemplo, telas para viveiro, alambrado, galinheiro, pinteiro e até mangueirão. Estes materiais chegam até 25 metros”, conta Natália Brito, gerente de Marketing da Pinheiro Ferragens.

No período de quarentena, onde o isolamento social se faz necessário por conta da pandemia ocasionada pelo novo coronavírus (Covid-19), os projetos que, até então, foram adiados, podem sair do papel para iniciar as movimentações de reforma em casa ou em chácaras, fazendas, sítios e, inclusive, em haras.

A gerente de Marketing ainda informa que são oferecidos arames farpados para garantir a proteção das residências juntamente às concertinas e lanças. Com estes materiais, é possível evitar invasões e roubos.

“Além disso, sabemos que as cercas precisam ser renovadas para que elas possam continuar mantendo a segurança dos moradores. É indispensável fazer a manutenção desses produtos, portanto, vamos incluir os arames lisos, catracas e grampos nos itens promocionais. Os descontos chegam até 30% e durarão até o fim dos nossos estoques”, informa.

Os itens em oferta estarão disponíveis nas lojas localizadas no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) e em Taguatinga (QI 11).

Sobre a Pinheiro Ferragens

Fundada em 1960, a empresa nasceu com o objetivo de comercializar aço para a construção civil. De base familiar e pioneira na capital, foi responsável por oferecer grande parte dos materiais para a construção de Brasília. Atualmente, a empresa trabalha com um mix de mais de dois mil produtos comercializados e industrializados. Localizada no Setor de Indústrias de Brasília e Taguatinga, a loja possui moderna estrutura e serviços diferenciados.

  • Pinheiro SIA
    Telefone: (61) 3012-8181
    SIA Trecho 2/3 em frente ao Sebrae
  • Pinheiro Taguatinga
    Telefone: (61) 3354-8181
    QI 11 Lotes 2/26
Continuar lendo

Open Knowledge Brasil

Distrito Federal é primeiro lugar em transparência sobre Covid-19

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Secretaria de Saúde-DF

O Governo do Distrito Federal (GDF) vem sendo destaque no enfrentamento ao novo coronavírus e também na maneira transparente como tem conduzido as questões referente ao assunto. E foi o quesito transparência que levou o DF, com a nota máxima de 100 pontos, a alcançar o primeiro lugar no ranking da Open Knowledge Brasil (OKBR).

A avaliação considera a publicação de informações em sites oficiais do governo referentes a questões que envolvem a pandemia da Covid-19 – como casos, status de atendimento, doenças preexistentes, ocupação de leitos e testes, entre outros enfoques.

Portal Covid-19

Além da atualização contínua dos sites oficiais, o GDF também elaborou o Portal Covid-19, centralizando informações sobre contas, painéis de dados e orientações sobre como proceder nos casos de suspeita.

O site é monitorado e atualizado todos os dias e conta com o auxílio permanente das secretarias de Saúde (SES) e Segurança Pública (SSP) e da Casa Civil. A página é uma iniciativa da Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF), que produz conteúdo com recursos disponíveis e sem gastos públicos extras.

“É gratificante, uma vez que temos evoluído dia a dia no nível de transparência”, comemora o controlador-geral do DF, Paulo Martins. “É um esforço constante, já que estamos em um momento delicado e com tantas questões a serem consideradas. Uma boa notícia que nos anima a continuar nessa luta.”

O Portal Covid-19 disponibiliza, desde que foi lançado, todas as compras realizadas na missão de combater a pandemia e manter a população a par das ações do governo. As informações, abertas ao público em geral, podem ser acessadas por computador ou dispositivos móveis.

Confira os dados da Open Knowledge Brasil (OKBR).

Continuar lendo
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana

Copyright © 2015-2020 AVB - AO VIVO DE BRASÍLIA - Todos os Direitos Reservados. CNPJ 28.568.221/0001-80 - Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agências Internacionais, assessorias de imprensa e colaboradores independentes. #FakeNewsNão