Curta nossa página

Distritais criticam cassação de alvará de Igreja no Lago Norte

Publicado

Foto/Imagem:


A publicação no Diário Oficial do Distrito Federal da cassação do alvará de funcionamento da Igreja Batista do Lago Norte, nesta quarta-feira (22), recebeu críticas de vários deputados distritais, durante a sessão ordinária da Câmara Legislativa. A igreja funciona no local há quase 30 anos e é considerada a maior evangélica da cidade.

O deputado Rafael Prudente (PMDB) considerou estranha a atitude do GDF e ressaltou a importância da igreja para a comunidade do Lago Norte. Já o deputado Rodrigo Delmasso (PTN) lamentou o tratamento que as igrejas estão recebendo do governo. “Por que o governo não fecha boates e casas de shows que existem por aí com várias irregularidades?”, questionou.

O deputado Wasny de Roure (PT), frequentador da unidade, explicou que a igreja foi construída em imóvel adquirido em licitação pública, sem nenhuma vantagem do governo. Segundo ele, a cassação é decorrente de uma pendência burocrática ainda relacionada com o alvará de construção, mas que está sendo solucionado junto ao governo. Para ele, houve precipitação do GDF em cassar o alvará de funcionamento.

A deputada Sandra Faraj também lamentou a cassação e disse que o governo precisa valorizar o trabalho desenvolvido pelas igrejas. Já o deputado Chico Vigilante (PT) alertou o governo de que “mexer com igreja dá azar”. Segundo ele, todos os governantes que fizeram isto sofreram as consequências.

Atualizado em 23/04/2015 – 19:00.

Publicidade
Comentários
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana