Desfile de 7 de Setembro, na Esplanada, terá monitoramento da Polícia Militar

O comandante do BPTran, coronel Alexandre de Souza Oliveira. Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

Vinícius Brandão

Para garantir a segurança durante o tradicional desfile de 7 de setembro, a Polícia Militar do Distrito Federal fará uma operação de monitoramento com mais de 800 policiais. As informações foram divulgadas em coletiva de imprensa no comando do órgão na tarde desta sexta-feira (6).

Além do Departamento de Trânsito do DF (Detran), o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran) participará dos bloqueios das Vias N1 e S1 enquanto durar a parada cívico-militar, prevista para começar às 9 horas.

“Daremos apoio com 80 agentes para fazer as alterações do tráfego”, disse o comandante do batalhão, coronel Alexandre de Souza Oliveira.

O esquema especial será dividido em monitoramento geral, linha de contenção e de manifestantes. “Temos a previsão de 2 a 3 mil pessoas na manifestação Grito dos Excluídos, que ocorre todo ano após os desfiles das autoridades”, explicou o comandante do Policiamento Regional Metropolitano, coronel Paulo Henrique Tenório.

Em caso de suspeitas, linhas de revista serão formadas na Via N1, próximo ao lugar em que o desfile e as arquibancadas são organizados. Os policiais procurarão por fogos de artifício e objetos perfurantes, como vidros, hastes para bandeiras e quaisquer materiais que possam causar ferimentos.

Também estará restrito o uso de drones, pipas e outros objetos que interfiram no espaço aéreo da Esplanada. 

Rondas periódicas começam hoje na Esplanada dos Ministérios

A partir das 22 horas de hoje, haverá rondas periódicas na Esplanada dos Ministérios até o início do policiamento, às 6 horas do Sete de Setembro. Ocorrências policiais serão centralizadas nas Delegacias de Polícia da Asa Sul (1ª DP) e do centro do Plano Piloto (5ª DP).

A partir das 7 horas, representantes dos órgãos de segurança pública se reunirão no Centro Integrado de Comando e Controle Regional, na Secretaria da Segurança Pública e Paz Social. Por meio de câmeras de segurança, eles vão acompanhar o desfile em tempo real.

Para assegurar o atendimento a casos de saúde, 58 bombeiros em 22 viaturas estarão posicionados em diferentes pontos da Esplanada. Também haverá um posto de comando para atendimento de urgências, como incêndios.

Compartilhar