Curta nossa página

Cristovam Buarque pede união para que se possa combater o desemprego

Publicado

Foto/Imagem:


O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) cobrou nesta quinta-feira (26), em Plenário, uma união nacional no combate ao desemprego, considerando que a situação é de “guerra” e está acima das diferenças políticas.

Para Cristovam, as estatísticas não conseguem captar a dimensão da “tragédia” do desemprego, que destrói famílias e enlouquece as pessoas. Ele salientou que a falta de trabalho atinge um em cada quatro jovens, e manifestou temor de que, mantidos esses índices, os desempregados busquem soluções escolhendo líderes populistas.

— Seria um grave equívoco se as oposições, imaginando que vão ganhar a eleição graças ao descontentamento do desemprego, não quisessem colaborar com isso. Porque, se o desemprego cresce, quem ganha não é quem disputa eleição de forma tradicional — afirmou.

O senador sugeriu que a presidente Dilma Rousseff crie o que chamou de “conselho de guerra” para reduzir o desemprego, reunindo os ministros mais próximos da questão e também os políticos oposicionistas, desde que todos estejam com o país. Para Cristovam, a incompetência do governo agrava a perda de postos de trabalho e a oposição não tem direito de fugir do enfrentamento desse problema.

as

Atualizado em 02/12/2015 – 19:05.

Publicidade
Comentários
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana