Curta nossa página

Consórcio Conectar

Covid-19: prefeitos pedem liberação de autoteste ao governo e à Anvisa

Publicado

autoteste covid
Foto/Imagem: Getty Images


O Consórcio Conectar, associado à Frente Nacional de Prefeitos (FNP), pediu ao Ministério da Saúde e à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberação da venda em farmácias de testes de Covid-19 para uso próprio, conhecido como autoteste.

A solicitação foi apresentada diante do crescimento dos casos de Covid-19 em todo o país, impulsionado pela variante Ômicron. Ontem (12), havia 402.496 casos da doença ativos em acompanhamento. Há uma semana, o número era de 116.118 casos.

O propósito da liberação para comercialização do chamado autoteste é permitir uma estratégia de testagem massiva no Brasil. O exame para diagnóstico da Covid-19 é condição importante, segundo a entidade para as medidas de isolamento dos infectados.

No ofício, a FNP caracterizou o autoteste como “uma das grandes estratégias para o enfrentamento da pandemia de Covid-19, já empregada com sucesso por alguns países”.

O consórcio também solicitou ao Ministério da Saúde o envio de mais testes para os municípios como forma de massificar a estratégia de diagnóstico da doença.

Como funciona o autoteste

A maior vantagem desse tipo de exame, disponível para venda em farmácias e lojas de varejo ou distribuído pelos governos nos países onde o uso é permitido, é que ele pode ser realizado em casa. O paciente recolhe sua própria amostra de swab nasal, seguindo as instruções de uso. Todos os materiais necessários para realizar o teste, como instruções, cotonetes, dispositivos de teste e reagentes, são fornecidos na embalagem. Além disso, o resultado pode ser verificado em até 15 minutos.

Atualizado em 13/01/2022 – 16:02.

Publicidade
Comentários
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana