Curta nossa página

STF, OAB e Senado

Coronavírus: isolamento social é defendido por várias autoridades

Redação

Publicado

Foto/Imagem: Carolina Antunes/PR


Várias autoridades se manifestaram nesta segunda-feira (30) em defesa do isolamento social como forma de combate ao novo coronavírus (Covid-19).

Na contramão da orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS), do Ministério da Saúde e de líderes de outros países, o presidente Jair Bolsonaro tem se posicionado contra o isolamento e defendido a volta da população ao trabalho.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, afirmou nesta segunda-feira que o isolamento social é importante neste período para reduzir as contaminações.

“Tudo o que tem ocorrido no mundo leva a crer da necessidade do isolamento, que é para puxar a diminuição de uma curva [do número de casos] e ter atendimento de saúde para população em geral. Momento de solidariedade no nosso país e no mundo todo”, afirmou Toffoli.

O próprio ministro está em isolamento em casa desde que teve contato com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, que está com a doença. Toffoli deu as declarações em uma transmissão ao vivo feita em uma rede social pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz.

Na mesma transmissão, Felipe Santa Cruz também defendeu o isolamento social: “Vamos ficar em casa, com serenidade, e tudo isso vai passar.”

Também nesta segunda, o ministro Gilmar Mendes, do STF, ressaltou que prefeitos e governadores estão tomando decisões alinhadas às determinações do Ministério da Saúde de isolamento social.

“É verdade que temos essas disputas, mas, a mim, parece que a orientação do Ministério da Saúde é inconfundível com as posições que estados e municípios vem defendendo”, disse, em defesa da atuação do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Gilmar Mendes completou ainda que surgiram “problemas políticos” a partir do posicionamento do presidente da República, Jair Bolsonaro, que tem criticado o isolamento social e defendido o retorno de parte dos trabalhadores às atividades.

No Legislativo, líderes do Senado assinaram nesta segunda um manifesto em defesa de isolamento social. O texto foi aprovado nesta manhã durante reunião de líderes do Senado.

“O Senado Federal se manifesta de acordo com as recomendações da Organização Mundial de Saúde e apoia o isolamento social no Brasil, ao mesmo tempo em que pede ao povo que cumpra as medidas ficando em casa”, ressalta o manifesto.

Segundo o vice-presidente da Casa, Antonio Anastasia (PSD-MG), todos os líderes concordaram com o teor do documento e devem assiná-lo digitalmente.

Inep prorrogou

Prazo de pagamento da inscrição no Enem termina dia 10 de junho

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) ampliou para a próxima quarta-feira, 10 de junho, o prazo para pagamento do boleto do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020.

Os novos boletos serão disponibilizados a partir desta quarta-feira (3). Para acessá-los, é necessário que os candidatos inscritos entrem na Página do Participante e gerem um novo documento de pagamento.

Segundo o Inep, mais de 5,7 milhões de pessoas já tiveram suas inscrições confirmadas.

A expectativa é de que cerca de 300 mil inscritos devam efetuar o pagamento para confirmar a participação no Enem 2020.

Por meio de nota, o Inep informou, ainda, que a prorrogação se deve às dificuldades decorrentes do cenário de pandemia do novo coronavírus.

Continuar lendo

Concurso 2267

Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 45 milhões nesta quarta (3)

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Deísa Garcêz

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do Concurso 2266 da Mega-Sena, realizado no último sábado (30).

Assim, o Concurso 2267 que será sorteado nesta quarta-feira (3), pode pagar o prêmio estimado de R$ 45 milhões para quem acertar as seis dezenas.

As apostas podem ser feitas até às 19h (horário de Brasília) em qualquer lotérica do país e também no Portal Loterias Online. Clientes com acesso ao Internet Banking Caixa podem fazer as apostas na Mega-Sena pelo computador pessoal, tablet ou smartphone. O serviço funciona das 8h às 22h, exceto em dias de sorteios, quando as apostas se encerram às 19h, retornando às 21h para o concurso seguinte.

A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 4,50.

Continuar lendo

Concurso 2266

Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 38 milhões neste sábado (30)

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Mega-Sena sorteia neste sábado (30) um prêmio estimado em R$ 38 milhões. As seis dezenas do Concurso 2266 serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília).

As apostas podem ser feitas até às 19h (horário de Brasília) em qualquer lotérica do país e também no Portal Loterias Online. Clientes com acesso ao Internet Banking Caixa podem fazer as apostas na Mega-Sena pelo computador pessoal, tablet ou smartphone. O serviço funciona das 8h às 22h, exceto em dias de sorteios, quando as apostas se encerram às 19h, retornando às 21h para o concurso seguinte.

A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 4,50.

Quina de São João

As apostas para a Quina de São João, concurso especial que chega à sua 10ª edição este ano, já podem ser feitas nas lotéricas de todo o país. O sorteio do Concurso 5299 da Quina será realizado no dia 27 de junho, às 20h, e a estimativa inicial do prêmio é de R$ 140 milhões.

O prêmio não acumula e, caso não haja ganhadores na faixa principal, o prêmio será dividido entre os acertadores da segunda faixa (4 números) e assim por diante.

Para apostar, basta marcar de cinco a 15 números dentre os 80 disponíveis no volante. O preço da aposta simples, com cinco números marcados, custa R$ 2.

Continuar lendo
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana

Copyright © 2015-2020 AVB - AO VIVO DE BRASÍLIA - Todos os Direitos Reservados. CNPJ 28.568.221/0001-80 - Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agências Internacionais, assessorias de imprensa e colaboradores independentes. #FakeNewsNão