Curta nossa página

R$ 392,93

Cesta básica sobe pelo terceiro mês consecutivo no Distrito Federal

Publicado

Foto/Imagem:


A inflação continua sem dar trégua para os brasilienses. Em 2015, a cesta básica ficou 19,19% mais cara na capital, de acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Dos 13 itens pesquisados, apenas a farinha ficou mais barata nos últimos 12 meses, com recuo de 0,42%.

Com a maior variação do país, a batata ficou 42,4% mais cara no ano passado no DF. Foi também o item que teve maior alta entre novembro e dezembro, com variação de 23,63% no preço. Leite (43,38%, aumento explicado pelo acerto na coleta), tomate (34,46%),  óleo (19,49%), açúcar (18,94%), arroz (18,92%) e feijão (7,22%) também tiveram aumentos expressivos nos 12 meses encerrados em dezembro.

O preço médio da cesta básica brasiliense subiu pelo terceiro mês consecutivo, em dezembro, e fechou o ano em R$ 392,93, alta de 4,16% em relação ao mês anterior. Quem recebe um salário mínimo precisou gastar mais da metade do rendimento (54,2%) para garantir a alimentação básica em 2015.

No ranking nacional, o aumento do DF foi o 8º maior, entre as 18 capitais pesquisadas. Salvador registrou o reajuste mais expressivo: 23,67%.

Atualizado em 08/01/2016 – 20:31.

Publicidade
Comentários
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana