Curta nossa página

Prevenção

CEB classifica barragem do Paranoá como de baixo risco

Redação

Publicado

Foto/Imagem: Rinaldo Morelli/CLDF
Luís Cláudio Alves

O presidente da Companhia Energética de Brasília (CEB), Edson Garcia, afirmou nesta segunda-feira (4) que a barragem do Paranoá apresenta baixo risco de rompimento. Um relatório sobre a situação da barragem foi apresentado pela Companhia aos deputados distritais, durante reunião na Câmara Legislativa do Distrito Federal.

O presidente da Câmara Legislativa, deputado Rafael Prudente (MDB), informou que nos próximos dias o presidente da Caesb, Fernando Leite, também será ouvido para apresentar a situação das barragens controladas pela empresa. Segundo Prudente, os esclarecimentos são importantes para tranquilizar a população do DF, especialmente após a tragédia recente em Brumadinho (MG).

De acordo com o relatório apresentado pela CEB, a barragem do Paranoá foi classificada como Risco B, considerada de baixo risco, e com monitoramento e manutenção sendo realizados regularmente. Mesmo assim, a CEB, em parceria com órgãos do GDF, pretende adotar algumas medidas para reforçar a segurança, após vistoria recente.

As medidas anunciadas são a recuperação e impermeabilização da pista de rolamento, recuperação do sistema de drenagem, redução da velocidade na via para 40 km, a proibição do tráfego de caminhões a partir de março e o reforço da proteção lateral da barragem, entre outros pontos.

O vice-governador do DF, Paco Britto, acompanhou a reunião e destacou o compromisso do governo com a transparência da situação das barragens. O último Plano de Segurança da Barragem foi elaborado em junho de 2017 e só deveria ser refeito em 2024, de acordo com a legislação. Mas o GDF decidiu antecipar o prazo e elaborar um novo Plano ainda em 2019.

O diretor da CEB Geração, Eduardo Roriz, responsável pelo monitoramento da barragem, disse que a Companhia fez uma vistoria detalhada com a Defesa Civil e outros órgãos. Os resultados deste trabalho foram apresentados na reunião pela diretora técnica, Priscila Parisi. Segundo ela, semanalmente é feita uma revisão in loco da barragem e até o momento não há problema que comprometa sua segurança.

A barragem foi construída no final da década de 50 para geração de energia para a então futura capital. A pequena central elétrica da barragem produzi 30 MW de energia, o que representa 1,5% de tudo que é consumido no DF. O reservatório da barragem tem 40 quilômetros quadrados e um volume de 500 milhões de metros cúbicos.

Questionado pelos deputados presentes, o diretor da CEB explicou que a proibição de circulação de ônibus chegou a ser avaliada, mas acabou sendo descartada, pelo menos por enquanto, por causa do lado social. Edson Garcia também informou que a companhia tem desenvolvido projetos de energia alternativa e atuado de forma conjunta com a Caesb e outros órgãos do GDF.

Em relação à possibilidade de privatização da empresa, Garcia disse que o novo governo ainda analisa a situação, mas que até o momento está mantido um leilão das participações da CEB em empresas geradoras de energia, iniciado no governo anterior. O leilão está previsto para março e as ações estão avaliadas em R$ 675 milhões.

Até 3 de maio

GDF: orçamento 2020 receberá sugestões on-line e presencial

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Pedro Ventura/Agência Brasília

O Governo do Distrito Federal (GDF) inicia, nesta sexta-feira (19), o recebimento de sugestões para elaboração do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) de 2020. A partir de agora, o cidadão disporá de quatro alternativas para fazer solicitações e sugestões ao projeto orçamentário. A iniciativa é coordenada pela Secretaria de Estado de Fazenda, Planejamento, Orçamento e Gestão do Distrito Federal (SEFP).

A primeira maneira de participação é por meio eletrônico, com registro no site www.ouv.df.gov.br (acessar o ícone “sugestão”, pesquisar o assunto “LDO 2020” e preencher no cadastro). A segunda forma é por ligação telefônica para o número 162.

Já aqueles que preferem o atendimento presencial também terão duas formas de contribuir com o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2020. Uma delas é se dirigindo a uma das ouvidorias do governo que estão espalhadas pelas secretarias de Estado, administrações regionais, empresas públicas, autarquias e fundações.

O período para envio de sugestões on-line e pelas ouvidorias presenciais do governo começa nesta sexta-feira (19) e vai até 3 de maio deste ano.

“É de suma importância a participação do cidadão na formulação de políticas públicas. Ficamos felizes ao poder acolher as sugestões sobre o PLDO, fazendo a divulgação no nosso site e  possibilitando a efetiva participação social por meio da ouvidoria”, afirma o ouvidor-geral do Distrito Federal, José dos Reis de Oliveira.

Audiência pública

A segunda opção de participação presencial é a realização de audiência pública, que acontecerá no próximo dia 25 (quinta-feira), às 9h, na Escola de Governo do Distrito Federal. O evento é aberto a toda a população e contará com a presença de técnicos da Secretaria de Secretaria de Estado de Fazenda, Planejamento, Orçamento e Gestão do Distrito Federal, que explicarão os principais pontos do PLDO 2020 e colherão as sugestões dos cidadãos no local.

As propostas apresentadas pela comunidade serão analisadas pela SEFP e poderão compor o projeto final do PLDO 2020 que será encaminhado à Câmara Legislativa do Distrito Federal. De acordo com o calendário de elaboração da proposta, a versão preliminar do texto estará disponível para consulta pública nos sites da SEFP (www.fazenda.df.gov.br e www.seplag.df.gov.br) a partir desta quinta-feira (18), e o retorno à população sobre as sugestões recebidas serão emitidas até 24 de maio.

A LDO

A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) é uma peça orçamentária que estipula as prioridades e metas do Governo para o próximo exercício financeiro. O documento é o elo entre os programas e estratégias do Plano Plurianual e a Lei Orçamentária Anual (LOA).

No Distrito Federal, a proposta da LDO precisa ser encaminhada à Câmara Legislativa até o dia 15 de maio de cada ano. As funções da lei estão estipuladas na Constituição Federal, na Lei de Responsabilidade Fiscal (LC 101/2000) e na Lei Orgânica do Distrito Federal.

Além de orientar a elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA), a Lei de Diretrizes Orçamentárias também dispõe sobre alterações na legislação tributária e política de aplicação das agências financeiras oficiais de fomento, e ainda define a política de pessoal de curto prazo da administração direta e indireta.

Continuar lendo

Dias 22 a 26 e 28 de abril

Detran-DF oferece Curso de Formação para Motofretista

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Luiz Costa/SMCS

A Diretoria de Educação do Detran-DF, por meio do Núcleo de Formação e Cursos de Trânsito (Nufor), promoverá nos dias 22 a 26 e 28 de abril, o Curso de Formação Obrigatória para Motofretistas, para quem deseja atuar na entrega de mercadorias como atividade remunerada, utilizando motoneta ou motocicleta. A obrigatoriedade da capacitação para estes profissionais está prevista nas Resoluções nº 410 e 414 de 2012 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

O curso será dividido em duas modalidades: aulas teóricas, que ocorrerão na Escola Pública de Trânsito, entre 18h30 e 22h50, e aulas práticas, que acontecerão no estacionamento do DFTrans, próximo ao Shopping Popular, no período diurno, em horário a definir. Serão disponibilizadas 25 vagas.

Inscrições

As inscrições podem ser realizadas, presencialmente, no atendimento da EPT, localizada na 706/906 Sul, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h30. É necessário apresentar a Carteira Nacional de Habilitação, ser maior de 21 anos, estar habilitado no mínimo há dois anos na Categoria “A”, não estar cumprindo penalidade de suspensão ou cassação bem como não estar impedido judicialmente de exercer o direito de dirigir.

Serviço

  • O quê: Curso de formação para motofretistas
  • Onde: EPT 906/706 Sul e estacionamento do DFTrans, ao lado do Shopping Popular
  • Quando: 22 a 26 e 28 de abril
  • Carga Horária: 32 horas/aula
  • Inscrições: Escola Pública de Trânsito (EPT), 706/906 Sul
  • Valor: R$ 198,00 (conforme tabela de preços disponível no site do Detran)
  • Vagas disponíveis: 25
Continuar lendo

Francisco de Paula Lima Júnior

CLDF inaugura Sala de Imprensa para jornalistas e blogueiros

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Silvio Abdon/CLDF

A Câmara Legislativa do Distrito Federal conta com um novo espaço para o trabalho de jornalistas e blogueiros que cobrem as atividades do Legislativo local. Equipado com televisão, internet sem fio, computador e ar condicionado, a sala de imprensa foi inaugurada nesta segunda-feira (15) ao lado do Plenário.

A sala recebeu o nome do professor de jornalismo e cientista político, Francisco de Paula Lima Júnior, que lutou contra o câncer, e faleceu em 2017 aos 49 anos. Professor Chico, como era conhecido, foi um dos fundadores da Associação Brasiliense dos Blogueiros de Política (ABBP) e lutou pelo reconhecimento do blogueiros na cobertura jornalista do Distrito Federal.

Em seu discurso na abertura da solenidade, Toni Duarte, idealizador da Associação, enfatizou a luta de Chico em favor da categoria, parabenizou a Mesa Diretora e disse que a Câmara Legislativa “imortalizou uma pessoa correta que sempre trabalhou pela comunicação”.

O presidente da CLDF, Rafael Prudente (PMDB), observou que o comitê é um “ato simbólico a favor da transparência” e destacou que a imprensa terá livre acesso à Casa. Prudente também anunciou outra novidade: agora a imprensa terá direito a cinco vagas rotativas na garagem. Já o vice-presidente Delmasso (PRB) agradeceu toda a imprensa “pelas críticas que abrem os olhos dos deputados e possibilitam a melhoria da legislatura”, e também “pelos elogios que reconhecem o trabalho dos deputados”.

Robério Negreiros (PMDB), segundo secretário, disse que “o trabalho não acabou por aí”. Para ele as próximas demandas a serem levadas à frente pela Mesa Diretora serão a inauguração de um  restaurante e a automação do Plenário. Roosevelt (PSB) parabenizou a ação e lembrou de quando era administrador do Núcleo Bandeirante, onde o Professor Chico morou.

Continuar lendo
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana