Curta nossa página

Brasília é confirmada como sede para jogos de futebol nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016

Publicado

Foto/Imagem:


A Câmara Legislativa confirmou Brasília como sede para partidas de futebol nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Os parlamentares aprovaram por unanimidade, nesta terça-feira (10), o Projeto de Lei nº 750, que estabelece as regras a serem seguidas pela capital do País para os dez jogos que ocorrerão no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, de 4 a 12 de agosto.

Em acordo com os parlamentares, alguns itens do projeto foram alterados por meio de emendas. Uma delas coloca a exigência de reposição das aulas na rede pública de ensino caso as escolas decretem ponto facultativo nos dias em que a seleção brasileira jogar. O texto ainda define estratégias para manter o trânsito organizado e estabelece que o Executivo indique hospital de referência para atender as pessoas credenciadas no evento.

O projeto também traz as condições para os organizadores dos Jogos Olímpicos — ou empresas indicadas por eles — explorarem publicidade em Brasília. Também caberá ao Distrito Federal adotar medidas protetivas a fim de garantir a segurança de torcedores, atletas e trabalhadores.

Investimento
O governo local vai investir R$ 25 milhões na organização do evento. O recurso será aplicado em operações de modificação de trânsito, em promoção de eventos, em logística para a passagem da tocha olímpica, entre outras providências.

A secretária-adjunta de Esporte e Lazer, Leila Barros, comemorou a decisão e ressaltou que a ratificação de Brasília como sede de um dos maiores eventos esportivos do planeta trará benefícios à imagem e aos cofres do Executivo brasiliense. “Os atletas e torcedores vão consumir na cidade, fomentar a economia de bares, hotéis, restaurantes. Colocar Brasília no mapa de um evento dessa magnitude, além de ser simbólico, reforça nossa imagem no Brasil e no exterior”, ressaltou Leila.

ISS
Os deputados ainda aprovaram outro projeto de lei relacionados à Olimpíada. O PL nº 469 suspende a cobrança do Imposto sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISS) para todas as transações que envolvam entidades oficiais credenciadas à Rio 2016.

Saulo Araújo, da Agência Brasília

Atualizado em 10/11/2015 – 21:13.

Publicidade
Comentários
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana