Autorizado início das obras do banco de leite humano de Brazlândia

Deputado Juarezão (PSB) e o governador Rodrigo Rollemberg. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Samira Pádua

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, assinou, nesta quarta-feira (6), a ordem de serviço para início das obras do novo Banco de Leite Humano do Hospital Regional de Brazlândia.

A estrutura terá 128 metros quadrados e permitirá dobrar a capacidade de coleta, processamento, controle e distribuição do leite. A atual tem apenas 45 metros quadrados.

A unidade foi criada em 1987. De acordo com a Secretaria de Saúde, são coletados em média 45 litros por mês para atender bebês da região.

Rollemberg se disse emocionado com a conquista, aguardada há mais de dez anos pela comunidade de Brazlândia e prometida por vários governos. “Brasília é referência mundial em aleitamento materno. Agora, com essa nova obra, teremos condições ainda melhores para prestar esse serviço em favor das nossas crianças”, enfatizou.

Ele observou que a obra, inserida no contexto do programa Criança Candanga, vai ajudar a capital do País a continuar ostentando a condição de referência mundial em aleitamento materno. O governador estava acompanhado da esposa e colaboradora do governo, Márcia Rollemberg.

Serão investidos na obra cerca de R$ 529 mil, vindos de emenda parlamentar do deputado Juarezão (PSB). A licitação foi feita em parceria com a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap). A previsão é que as obras sejam concluídas em 120 dias.

O secretário de Saúde, Humberto Fonseca, lembrou que a obra é muito aguardada pela população e fez menção especial ao Corpo de Bombeiros do DF, parceiro na execução do programa de aleitamento materno. “Essa é mais uma ação em favor das nossas crianças”, pontuou.

A coordenadora dos Bancos de Leite Humano do DF, Miriam Santos, pontuou que o Brasil assinou os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável que preconizam que, em 2025, 50% da população esteja em aleitamento materno exclusivo até o sexto mês.

“Em Brasília, já estamos com 65%. A gente já conseguiu hoje atingir o que o Brasil quer atingir em 2025. Isso é graças a um trabalho feito pelas equipes de banco de leite do Distrito Federal”, observou ela.

Prioridade para a infância e adolescência

A ação faz parte do Criança Candanga, programa do governo de Brasília destinado a dar prioridade a políticas públicas voltadas para a infância e adolescência.

O programa foi criado em 6 de abril com a assinatura do Decreto Distrital nº 38.118 de 2017 pelo governador Rodrigo Rollemberg. A iniciativa terá alcance nas áreas de assistência social, cultura, direitos humanos, educação, esporte e lazer, saúde e segurança pública.

Portal da Criança, a ele vinculado, tem dados sobre as ações que estão sendo tomadas assim como um mapa georreferenciado de serviços especializados ofertados à população, como conselhos tutelares, escolas e centros de atendimento assistencial por região administrativa.

Compartilhar