Curta nossa página

Até 296 cv de potência

Após sete anos, Land Rover lança nova geração do Evoque

Redação

Publicado

Foto/Imagem: Divulgação/Land Rover


Depois de sete anos e meio de vida, o Land Rover Evoque finalmente ganha uma nova geração. Ela claramente não é tão disruptiva quanto a primeira, mas deixa o carro mais moderno a alinhado às formas de outros modelos da marca, em especial o Velar.

Essa equidade começa pelos faróis finos e pela grade frontal estreita. Em certas especificações, o Evoque 2019 também tem entradas de ar frontais praticamente idênticas às de seu irmão mais velho. Novamente, isso não é ruim, mas pode dificultar a diferenciação entre os dois no trânsito. O mesmo pode ser dito da parte traseira. Também é muito semelhante a do Velar graças às lanternas finas.

Surpreendentemente, o novo Evoque não utiliza uma plataforma nova. Em vez disso, usa uma versão atualizada da arquitetura D8 do modelo atual. Como resultado, a gama de motores a gasolina e diesel de quatro cilindros Ingenium da montadora permanece a mesma.

A potência dos motores diesel de 2.0 litros varia entre 148 cv e 237 cv, enquanto que os a gasolina geram de 237 cv a 296 cv. A caixa automática de nove velocidades da ZF será a única opção para a maioria dos motores, mas uma manual de seis velocidades será oferecida em uma única configuração.

Uma boa notícia é que esta nova plataforma atualizada foi desenvolvida para eletrificação. Ou seja, é quase certo que o Evoque ganhará uma versão híbrida de carregar na tomada e com 48 volts. Ele será o primeiro com este tipo de tecnologia da marca.

Por dentro há um novíssimo volante, um conjunto de indicadores digitais, um painel widescreen e uma segunda tela sensível ao toque. O espaço interno foi aumentado, graças ao entre-eixos maior em 2 cm. E o porta-malas está 10% maior, com 591 litros.

Evoque no Brasil

Não há previsão de quando o novo Evoque chegará no Brasil. Mas o comum, nestes casos, é o modelo desembarcar por aqui seis meses após o lançamento na Europa.

Sistema da Fórmula 1

Volvo XC90 ganha sistema Kers que reduz consumo em até 15%

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Divulgação/Volvo

A Volvo promoveu atualizações no XC90, maior SUV de sua gama. O modelo está em sua segunda geração, lançada em 2014, e não havia tido nenhuma novidade até agora. No visual, a marca mexeu muito pouco: apenas um retoque leve na grade frontal e para-choques, rodas redesenhadas e novas opções de pintura.

Na cabine, que ainda é bastante atual, a principal novidade é que os bancos da segunda e terceira filas agora permitem novas configurações. Com isso, a capacidade do XC90 passa a ser de cinco, seis ou sete lugares.

Além disso, os sistemas de assistência à condução agora também incluem alerta de trânsito cruzado. E a central multimídia ganhou integração com celulares com sistema Android Auto e streaming de áudio do Spotify.

Sistema da Fórmula 1

Mas a maior novidade é a adoção do sistema Kers (Kinetic Energy Recovery System) de regeneração de energia, comum em carros de Fórmula 1. Acoplado aos freios e ao motor, ele reaproveita a energia produzida nas frenagens e a repassa ao motor, em uma espécie de boost de aceleração. Isso permite obter uma redução no consumo de combustível de até 15%, em condições reais de uso, de acordo com a Volvo.

Haverá ainda uma mudança de nomenclatura. As novas versões híbridas leves usarão o prefixo B (B5 e B6). Aos poucos, elas irão substituir as atuais T5 e T6, que usam apenas um motor a gasolina. No topo da gama, permanece a T8, que é híbrida do tipo plug in.

Na Europa, o XC90 renovado começa a ser produzido em maio. No Brasil, ele só deve chegar na segunda metade do ano.

Continuar lendo

115cv de potência

JAC promete lançar o elétrico mais barato do País em junho

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Divulgação/JAC

A JAC Motors está cheia de expectativas para 2019. Além de uma picape média e de um SUV de luxo para sete pessoas, a chinesa prepara o lançamento de um modelo elétrico. O E40 deve chegar em junho deste ano, por R$ 129.990. Nesse valor, será o elétrico mais barato do mercado.

Vendido no mercado chinês como iEV 7S, o E40 é uma versão eletrificada do T40. Frisos, retrovisores, grade dianteira e moldura dos faróis de neblina são na cor azul, comum em elétricos. Seu peso é de 1.310 kg, 90 kg a mais que no irmão T40.

Seu conjunto de baterias de 33 kWh gera potência de 85 kW (equivalente a 115cv) e torque de 27,5 mkgf. A velocidade máxima é de 102 km/h no modo normal. No modo Sport, sobe para 130 km/h. A aceleração de 0 a 60 km/h se dá em 3,9 segundos.

De acordo com a JAC, a autonomia do E40 é de até 300 km com uma carga completa. O tempo de recarga das baterias, em uma tomada residencial comum, com corrente alternada, é de sete horas. Com um carregador rápido, a espera cai para 1h30, sendo que em uma hora preenche-se 80% da carga.

Os itens de série incluem painel de instrumentos digital, assistente de partida em rampas e controles de tração e estabilidade.

Continuar lendo

Edição limitada

Discovery Sport 2019 chega com série especial Landmark

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Divulgação/Land Rover

A Land Rover apresenta a linha 2019 do Discovery Sport com uma série limitada, a Landmark Edition. Com 70 unidades para o Brasil, baseadas na versão de entrada SE, ela chega às lojas com valor inicial de R$ 274.500.

A série especial Landmark será oferecida com pintura de dois tons. O teto é sempre cinza escuro, contrastando com a carroceria que pode ser branca ou cinza clara. As rodas de 19 polegadas na cor grafite têm o desenho da versão de topo, HSE.

Pacote de série

De série, há teto panorâmico fixo, bancos de couro com ajustes elétricos, controles de tração e estabilidade, sensores de obstáculos na frente e atrás, faróis de xenônio, seis air bags e, câmera de ré, entre outros.

O modelo usa o motor 2 litros (da família Ingenium), turbodiesel, que rende 180 cv e 43,8 mkgf. A transmissão é a automática de nove marchas com opção de tração 4×4 com reduzida.

O Discovery Sport é oferecido ainda com o motor 2.0 turbodiesel de 240 cv, além do 2.0 turbo a gasolina e também o mais recente lançamento da gama, a versão flexível, ambos de 240 cv 34,6 mkgf.

Continuar lendo
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana