Curta nossa página

Após decisão judicial, farmácias de alto custo voltam a atender normalmente a população

Publicado

Foto/Imagem:


Atendendo a decisão judicial, os servidores responsáveis pelo controle e pela entrega de medicamentos de uso continuo e de alto custo abriram as farmácias especializadas de Ceilândia e da Asa Sul neste domingo (25). As unidades estão abertas desde as 8 horas e vão funcionar até as 18 horas. Segundo a Secretaria de Saúde, cerca de 50 servidores trabalham no atendimento ao público.

As farmácias funcionam de segunda a sexta, mas o desembargador Angelo Passareli, da 1ª Câmara Cível, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), determinou na sexta-feira (23) o retorno imediato desses servidores ao serviço. Inclusive, fora do horário de expediente até o fim do mês. Eles precisam atender a demanda reprimida até 31 de outubro. Quem descumprir, está sujeito a corte de ponto e a apuração de eventual prática de crime de responsabilidade.

Hospitais e UPAs
O atendimentos na rede pública de saúde seguem restritos neste domingo (25) devido à paralisação da categoria. Os servidores dos hospitais regionais e das unidade de pronto atendimento (UPAs) trabalham respeitando o quantitativo mínimo de 30% de profissionais, de acordo com a pasta. O Hospital Regional da Asa Norte (Hran), no entanto, começou o dia sem funcionários na emergência da clínica médica.

Apesar da adesão de alguns servidores da enfermagem, o Serviço de Assistência Móvel de Urgência (Samu) tem atendimento de urgência e emergência normalizado em todas as regiões de Brasília, pelo número 192. O quantitativo de viaturas é normal.

Atualizado em 07/11/2015 – 22:11.

Publicidade
Comentários
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana