Curta nossa página

Alunos do Bombeiro Mirim orientam população da Estrutural sobre a dengue

Publicado

Foto/Imagem:


Quarenta e cinco alunos da unidade da Estrutural do programa Bombeiro Mirim saíram às ruas, na manhã desta quarta-feira (16), para ajudar no combate ao Aedes aegypti — transmissor da dengue, da febre chikungunya e do zika vírus. O objetivo era conscientizar os moradores do risco que o mosquito representa.

O ponto de partida foi o Centro de Múltiplas Funções, próximo à Quadra 8, onde funciona a sede do projeto. Antes do início, integrantes do Corpo de Bombeiros e da Vigilância Sanitária deram orientações ao grupo, composto por crianças e adolescentes de 7 a 14 anos. A ação continua à tarde, com mais 45 alunos da mesma faixa etária.

“Os pais, muitas vezes, ouvem mais a criança dentro de casa do que uma reportagem de televisão”, acredita o sargento do Corpo de Bombeiros Wilson Santana, que acompanhava a turma pelas ruas da Estrutural. O administrador da região, Evanildo Macedo, também esteve presente e ressaltou que o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, pediu a mobilização do maior número de pessoas no combate ao Aedes aegypti.

Ações preventivas
Os alunos percorreram as redondezas do local e distribuíram material explicativo à população. O folheto contém, além de telefones úteis e informações sobre como ocorre a transmissão das doenças, uma lista de ações quem ajudam na prevenção, como manter a caixa d’água fechada e acondicionar pneus em locais cobertos.

Cristiano Alves, de 35 anos, foi um dos moradores que recebeu as crianças na porta de casa. “Têm muitas pessoas desapercebidas, deixando vários objetos que podem armazenar focos da dengue. Achei muito importante [a ação]; a nova geração está de parabéns com essa iniciativa”, disse o armador.

Plano
Na última semana, foi divulgado o Plano de Ação para o Enfrentamento às Doenças Transmitidas pelo Aedes aegypti. O documento reúne as diretrizes que o Executivo adotará para garantir o controle epidemiológico das doenças causadas pelo mosquito.

Uma série de atividades em Sobradinho II, iniciadas na segunda-feira (14), começou a pôr em prática o plano. Diariamente cem militares do Corpo de Bombeiros, cem do Exército Brasileiro e 50 da Marinha auxiliam cerca de 150 agentes da Secretaria de Saúde nas visitas às casas e na mobilização da comunidade. O objetivo é passar em todas as residências e nos terrenos, retirar lixo e entulho e orientar a população. As próximas regiões contempladas serão Planaltina e Gama.

Dados da pasta de Saúde, atualizados em 10 de dezembro, apontam que, de janeiro a novembro de 2015, 9.406 casos de dengue foram confirmados em Brasília. O número é 18,68% menor que no mesmo período do ano passado, quando houve 11.567 ocorrências. A região de Planaltina é a que possui o maior número de confirmações: 2.176.

Samira Pádua, da Agência Brasília

Atualizado em 16/12/2015 – 15:17.

Publicidade
Comentários
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana