Curta nossa página

Acampamento de protesto contra Dilma deve ficar mais afastado do Congresso, diz Renan

Publicado

Foto/Imagem:


Ao chegar ao Senado na manhã desta terça-feira (10), o presidente da Casa, Renan Calheiros, falou sobre a situação do acampamento montado em frente ao Congresso Nacional por manifestantes a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff. Para ele, será necessária uma decisão em conjunto com o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, sobre a localização do protesto que, acredita, deveria ficar mais afastado do prédio do Parlamento:

— Há um ato assinado pelos presidentes da Câmara e do Senado dizendo que se trata de uma tarefa conjunta. O que precisar ser feito para que o acampamento não continue aqui será melhor. O acampamento deve ficar depois do asfalto e não aqui perto do Congresso. Mas ainda estamos conversando — explicou o presidente.

O acampamento está montado desde o fim de outubro no gramado central, em frente ao prédio que abriga Câmara e Senado. Cerca de 100 barracas estão no espaço, que já conta com tendas de apoio e banheiros químicos. Movimento Brasil Livre (MBL), Vem Pra Rua e Revoltados Online são alguns dos grupos contrários à presidente Dilma que participam da iniciativa.

OAB

Assim que chegou, o presidente Renan Calheiros foi ao Plenário participar de sessão especial em homenagem aos 85 anos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Às 15h, terá reunião com lideranças do Senado sobre a pauta de votações.

as

Atualizado em 10/11/2015 – 14:52.

Publicidade
Comentários
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana