Curta nossa página

Meados de 2019

XC40 será o primeiro carro 100% elétrico da Volvo

Redação

Publicado

Foto/Imagem: Divulgação/Volvo
Dyogo Fagundes

Além de marcar a entrada da Volvo no segmento de SUVs compactos, o XC40 também será responsável por inserir a fabricante sueca no mercado de modelos elétricos. Em anúncio recente, o chefe de design da empresa, Thomas Ingenlath, confirmou que o modelo será o primeiro veículo 100% elétrico comercializado pela marca. Detalhes sobre o powertrain ainda são desconhecidos, mas a data lançamento está praticamente definida – meados de 2019.

“Não é mais um segredo que o primeiro Volvo totalmente elétrico está a caminho com a chegada da XC40″, disse Ingenlath. “Ele chegará logo após o Polestar 2. Começaremos com o XC40 e, em seguida, os elétricos aparecerão passo a passo no nosso portfólio de modelos. O próximo será o XC90 da próxima geração” completou.

O XC40 EV se juntará ao híbrido plug-in XC40 na gama, complementando o processo de eletrificação da Volvo. Até 2025, a marca espera que 50% de suas vendas totais sejam compostas por carros elétricos. “A eletrificação é o futuro da indústria automotiva”, finalizou o executivo.

Publicidade

115cv de potência

JAC promete lançar o elétrico mais barato do País em junho

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Divulgação/JAC

A JAC Motors está cheia de expectativas para 2019. Além de uma picape média e de um SUV de luxo para sete pessoas, a chinesa prepara o lançamento de um modelo elétrico. O E40 deve chegar em junho deste ano, por R$ 129.990. Nesse valor, será o elétrico mais barato do mercado.

Vendido no mercado chinês como iEV 7S, o E40 é uma versão eletrificada do T40. Frisos, retrovisores, grade dianteira e moldura dos faróis de neblina são na cor azul, comum em elétricos. Seu peso é de 1.310 kg, 90 kg a mais que no irmão T40.

Seu conjunto de baterias de 33 kWh gera potência de 85 kW (equivalente a 115cv) e torque de 27,5 mkgf. A velocidade máxima é de 102 km/h no modo normal. No modo Sport, sobe para 130 km/h. A aceleração de 0 a 60 km/h se dá em 3,9 segundos.

De acordo com a JAC, a autonomia do E40 é de até 300 km com uma carga completa. O tempo de recarga das baterias, em uma tomada residencial comum, com corrente alternada, é de sete horas. Com um carregador rápido, a espera cai para 1h30, sendo que em uma hora preenche-se 80% da carga.

Os itens de série incluem painel de instrumentos digital, assistente de partida em rampas e controles de tração e estabilidade.

Continuar lendo

Edição limitada

Discovery Sport 2019 chega com série especial Landmark

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Divulgação/Land Rover

A Land Rover apresenta a linha 2019 do Discovery Sport com uma série limitada, a Landmark Edition. Com 70 unidades para o Brasil, baseadas na versão de entrada SE, ela chega às lojas com valor inicial de R$ 274.500.

A série especial Landmark será oferecida com pintura de dois tons. O teto é sempre cinza escuro, contrastando com a carroceria que pode ser branca ou cinza clara. As rodas de 19 polegadas na cor grafite têm o desenho da versão de topo, HSE.

Pacote de série

De série, há teto panorâmico fixo, bancos de couro com ajustes elétricos, controles de tração e estabilidade, sensores de obstáculos na frente e atrás, faróis de xenônio, seis air bags e, câmera de ré, entre outros.

O modelo usa o motor 2 litros (da família Ingenium), turbodiesel, que rende 180 cv e 43,8 mkgf. A transmissão é a automática de nove marchas com opção de tração 4×4 com reduzida.

O Discovery Sport é oferecido ainda com o motor 2.0 turbodiesel de 240 cv, além do 2.0 turbo a gasolina e também o mais recente lançamento da gama, a versão flexível, ambos de 240 cv 34,6 mkgf.

Continuar lendo

sDrive20i GP e M Sport X

No Brasil, BMW X2 ganha motor flexível 2.0 turbo de 192 cv

Redação

Publicado

Por

Redação
Foto/Imagem: Reprodução/BMW

BMW completou a gama do X2 com motores flexíveis no Brasil. Depois do modelo de entrada, as versões sDrive20i GP e M Sport X ganharam o motor 2.0 turbo de 192 cv capaz de rodar com etanol no tanque. A tabela das duas é de R$ 211.950 e R$ 246.950 respectivamente.

Segundo a marca, a adaptação do propulsor para usar etanol teve participação da engenharia brasileira. Diferentemente do X1, que usa o mesmo 2.0 flexível, o X2 é fabricado na Alemanha. As duas versões têm tração dianteira e câmbio automático de oito marchas. O torque chega a 28,5 mkgf entregue a 1.500 rpm.

Potência e torque não mudaram em relação ao modelo movido apenas a gasolina, que deixa de ser oferecido. Com o conjunto, as duas versões aceleram de 0 a 100 km/h em 7,7 segundos e chegam aos 225 km/h.

As duas versões são bem completas. A GP tem itens como ar-condicionado automático de duas zonas e bancos dianteiros com ajustes elétricos. A M Sport X tem a mais rodas de 19 polegadas, abertura das portas sem chave, head-up display, GPS e bancos dianteiros esportivos, com mais apoio lateral.

BMW X2 tem versão de entrada

Em outubro a BMW lançou a primeira versão flexível do X2 no Brasil. De entrada, a sDrive18i usa um 1.5 turbo de três cilindros e 136 cv da linha Mini. A tabela é de R$ 191.950.

Continuar lendo
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana