Curta nossa página

Programe-se

Vencedores do Troféu Câmara serão reprisados no Cine Brasília

Redação
Carlos Gandra/CLDF
Marco Túlio Alencar

Os filmes vencedores da 23ª edição do Troféu Câmara Legislativa do Distrito Federal serão exibidos em duas sessões especiais, no Cine Brasília, com entrada franca, nesta quarta (26) e quinta-feira (27), às 18h30. “New Life S.A.”, de André Carvalheira, levou o troféu de melhor longa-metragem e “Entre Parentes”, dirigido por Tiago de Aragão, o de curta-metragem, escolhidos pelo júri oficial. O júri popular aclamou “O Outro Lado da Memória”, do veterano André Luiz Oliveira, na categoria longa, e “Terras Brasileiras”, de Dulce Queiroz, como o melhor curta. Os premiados foram conhecidos no último domingo, no encerramento do 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

Nesta quarta-feira, serão apresentados os ganhadores eleitos pelo júri popular. O curta-metragem “Terras Brasileiras” (classificação indicativa 12 anos) documenta conflitos que vêm ocorrendo no Mato Grosso do Sul, na fronteira com o Paraguai, onde indígenas e produtores rurais disputam a posse da terra. Dirigido por Dulce Queiroz, o filme recebeu, em 2018, dois prêmios no Festival Guarnicê de São Luís (MA): melhor filme (júri popular) e menção honrosa (júri oficial). Também foi exibido em sessão especial em Bruxelas (Bélgica), em 2017.

“O Outro Lado da Memória” (classificação indicativa 10 anos) é um documentário de longa-metragem com cenas de ficção sobre a tentativa de realização do filme “Viva o Povo Brasileiro”, adaptação do romance homônimo do escritor João Ubaldo Ribeiro. O filme revela o trabalho realizado pelos produtores e pelo diretor/roteirista André Luiz Oliveira e enorme equipe, ao longo de quase uma década (1996 a 2005) de preparação do épico até a sua dramática interrupção semanas antes do início das filmagens. Em 2015, Oliveira dirigiu “Zirig Dum – A Arte e o Sonho de Renato Matos” que recebeu o Troféu Câmara Legislativa na categoria melhor longa, também escolhido pelo júri popular.

Júri Oficial

Na sessão de quinta-feira, serão exibidos os filmes indicados pelo júri oficial composto por três importantes nomes do cinema nacional, todos com laços estreitos com a produção audiovisual de Brasília: os cineastas João Batista de Andrade, Liloye Boubli e Armando Lacerda.

O documentário “Entre Parentes” (classificação indicativa livre), do diretor e pesquisador cinematográfico Tiago de Aragão retrata o momento, um ano após o impeachment, em que Brasília recebeu a 14ª edição do Acampamento Terra Livre. “Ao mesmo tempo, na mesma Esplanada dos Ministérios, que abrigava as barracas de povos indígenas, parlamentares debatiam uma agenda de retrocessos à causa indígena”, resume o diretor.

Única ficção entre os premiados com o Troféu Câmara, este ano, o longa-metragem “New Life S/A”, (classificação indicativa 14 anos) foi dirigido por André Carvalheira, autor, entre outros, do curta-metragem “Toda Brisa”, premiado na oitava edição do Troféu Câmara. No longa, Augusto é um jovem arquiteto bem-sucedido que planeja um grande condomínio em Brasília onde seus habitantes viveriam uma nova vida. Um condomínio com as virtudes de um homem novo, uma sociedade nova. Mas a utopia de Augusto se choca com a realidade ao seu redor.

Reconhecimento

Concorreram à premiação, nesta edição do Troféu Câmara Legislativa, três longas e 18 curtas, selecionados entre 92 títulos que tiveram as inscrições homologadas. Criado em 1996 para reconhecer o talento dos cineastas brasilienses e incentivar os jovens realizadores, o prêmio vem ajudando a consolidar a produção audiovisual da cidade. Durante a cerimônia de premiação, o Troféu do Legislativo do DF foi destacado pelos integrantes do júri oficial como um importante estímulo ao desenvolvimento do cinema local. Murilo Grossi, eleito melhor ator, também elogiou a iniciativa: “O Troféu CLDF foi uma luta e uma conquista, e hoje está aí firme e forte, ajudando a consolidar o cinema em Brasília”.

Continuar lendo
Publicidade

Programe-se

Festival de cinema japonês traz contrastes nipônicos a Brasília

Redação

em

Publicado por

Pixabay

A Mostra de Cinema Japonês 2018 teve sua abertura nesta quarta-feira (17), em Brasília, e vai até a próxima segunda-feira (22) trazendo o contraste entre o Japão tradicional e o moderno, com filmes que mostram temas variados, desde a época dos samurais, passando por drama da segunda Guerra Mundial, além de humor e anime de fantasia. Ao todo, seis filmes compõem o festival, em áudio original em japonês e legendas em português.

Para o ministro da embaixada do Japão no Brasil, Kazuhiro Fujimura, a mostra é uma forma de atrair o público brasiliense para conhecer de perto a cultura japonesa por meio do cinema. “[Espero] que muitas pessoas conheçam a cultura japonesa e seja ainda mais aprofundado o intercâmbio entre Japão e Brasil”, disse.

Na abertura, a mostra apresentou o filme Depois das Flores, de 2009, do diretor Kenji Nakanishi, uma história de amor entre jovens de castas diferentes, baseada na obra de Shuhei Fujisawa. Os filmes são exibidos no Cine Brasília às 19h e tem entrada gratuita.

Confirma a sinopses dos filmes:

Nesta quinta-feira (18), a mostra apresentará o filme Sonho de uma Noite de Verão – Cansada de seu relacionamento com Atsushi, um homem casado, Yuriko deixa Tóquio, onde trabalha, para voltar à sua terra natal, onde conhece um duende que passa a protegê-la, e vive divertidas experiências. A adaptação de Yuriko à nova vida sofre um impacto com a chegada de Atsushi, que vai à vila para procurá-la. Logo depois, a esposa de Atsushi também chega à ilha, adicionando novos elementos ao conflito.

Na sexta-feira (19), é a vez do Mameshiba – Jiro é um homem de 32 anos que não tem emprego e mora na casa de seus pais. Ele não costuma sair ou se socializar com as pessoas. Após a morte de seu pai, a mãe de Jiro foge e deixa para trás um cachorro de 6 meses chamado Ichiro e algumas pistas para Jiro. Para encontrar sua mãe, Jiro precisa se aventurar pelo mundo.

No sábado (20), a mostra apresenta A Esposa do Villon – Um dos mais aclamados filmes japoneses de 2009, o filme mostra uma Tóquio ainda sofrendo com os acontecimentos da 2º Guerra Mundial, explorando temas como a masculinidade japonesa e o ideal feminino. A Esposa do Villon retrata o relacionamento de Sachi com seu marido Otani, um escritor brilhante, mas autodestrutivo. Depois que ele rouba dinheiro de um casal de meia-idade que possui um bar, Sachi se oferece como uma garantia para o dinheiro roubado. Sua beleza e simpatia genuínas logo se destacam contra um pano de fundo de derrota implícita do Japão na 2ª Guerra Mundial.

No domingo (21), será apresentado Voo Feliz – A jovem aeromoça Etsuko está a bordo do seu primeiro voo internacional, junto com o copiloto Suzuki, que faz sua última prova para ser promovido como piloto da companhia aérea All Nippon Airways. Dentro de um avião cheio de passageiros tudo pode acontecer e os jovens profissionais da companhia tem que estar preparados para enfrentar todos os tipos de problemas.

No encerramento da mostra, na segunda-feira (22), será apresentado o anime Pop In Q – Estudante do terceiro ano do ensino médio, Isumi encontra um “fragmento do tempo” no oceano. Ao pegá-lo, ela vê um mundo desconhecido estendendo-se diante de seus olhos e encontra uma estranha forma de vida chamada Pokon. O Pokon diz a ela que o tempo do mundo está em perigo de desmoronar e, com quatro outras garotas, eles tentam contornar esta crise.

Continuar lendo

Programe-se

Prorrogada exposição “Alegria em Cores” na Câmara Legislativa

Redação

em

Publicado por

Carlos Gandra/CLDF

A Câmara Legislativa prorrogou a exposição “Alegria em Cores” da artista plástica Cristina Pires Furtado. A coleção está exposta na galeria do Espelho d’Água da Casa e tem previsão de permanecer até o fim deste mês.

A artista se diz muito feliz com o retorno que tem tido dos visitantes. Segundo ela, “é muito gratificante saber que consegui trazer mais alegria e vida àqueles que passaram pela galeria e visualizaram minhas obras”.

A exposição, que explora o lado emocional dos visitantes, provoca diferentes impressões nos sentidos. As telas, segundo a artista, foram produzidas para tocar positivamente a vida das pessoas que as contemplam. Cristina Pires Furtado diz querer proporcionar alegria e bons sentimentos pelo dom que foi dado à ela.

Continuar lendo

Programe-se

Pier 21 recebe feira vegana nos dias 20 e 21 de outubro

Redação

em

Publicado por

Pixabay

Nos dias 20 e 21 de outubro, o Pier 21 recebe a 2ª edição do BSB Vegan. A iniciativa tem o objetivo de divulgar e multiplicar o Veganismo na capital.

Dezenas de expositores vão oferecer ao público lanches, refeições, sobremesas, cosméticos, artigos de moda, acessórios, utilidades e até tatuagem de henna, tudo sem ingredientes e componentes de origem animal, além de nenhum produto ser testado em animais. Profissionais da área de bem-estar humano também estarão oferecendo serviços a preços populares. Já estão confirmados atendimentos de ThetaHealing e Quick Massage.

O evento contará também com a presença das ONGs Mercy For Animals (MFA) e Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB), que estarão oferecendo informações e materiais para quem deseja conhecer o Veganismo e saber como aderir a este modo de viver.

Então, marque na agenda, compareça e convide todo mundo para prestigiar mais este dia em prol de todos os animais!

Continuar lendo
Brasília, 19 de outubro de 2018

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana