Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Dia de Combate ao Fumo

Tratamentos multidisciplinares podem ajudar a largar o cigarro

Redação

Publicado

tabagismo - cigarro
Foto/Imagem: Shutterstock


Segue a gente no
Google News

No ano passado, o Ministério da Saúde divulgou que o hábito de fumar, no Brasil, reduziu em 40%. Os dados foram analisados com base em uma pesquisa feita em 2018, onde o Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) informou que 9,3% dos brasileiros ainda eram tabagistas.

Apesar da significativa redução, o Dia Nacional de Combate ao Fumo, celebrado no dia 29 de agosto, continua sendo fundamental para reforçar a necessidade da mobilização social para minimizar os danos causados pelo tabaco. Comemorada há mais de três décadas, a data é pautada pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA) anualmente para conscientizar a população acerca do assunto. Neste ano, o órgão apresentou a campanha “Tabagismo e Coronavírus”, visto que ambos os problemas são considerados uma pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

De acordo com o INCA, fumantes tendem a ser mais vulneráveis à infecção do novo coronavírus, pois há um constante contato dos dedos com os lábios, aumentando a possibilidade da doença se disseminar. Além disso, o consumo de tabaco gera diferentes tipos de inflamações, impossibilitando o funcionamento efetivo dos mecanismos de defesa do organismo. Desta forma, vírus, bactérias e fungos podem acometer, com mais frequência, o corpo de quem tem o hábito de fumar.

André Giusti, médico ortopedista e acupunturista da clínica Salus Ortopedia, explica o tabaco prejudica o sistema imunitário em diferentes aspectos. No que diz respeito à parte ortopédica e vascular, há a possibilidade de ocorrer uma Tromboangeíte Obliterante (TAO), conhecida também como doença de Buerger, caracterizada pela inflamação e trombose das artérias e veias localizadas, normalmente, nos pés ou nas mãos.

“Sabemos também que pessoas fumantes tendem a adquirir comorbidades relacionadas ao crescimento anormal do número de células, gerando a neoplasia. A doença pulmonar obstrutiva crônica, mais conhecida como DPOC, é, igualmente, uma condição muito comum em quem mantém o hábito de fumar”, informa o doutor.

Para largar de vez o cigarro, o médico conta que a Psicoterapia, responsável por tratar problemas psicológicos, traz resultados satisfatórios. Incluir sessões de Acupuntura também pode ser um tratamento fundamental para este processo. “A Acupuntura consiste na aplicação de agulhas em pontos específicos do corpo, capazes de oferecer uma sensação de bem-estar. No que diz respeito a parar de fumar, a técnica é eficiente para combater a ansiedade e os sintomas de abstinência”, complementa.

Por ser considerado um vício devido às drogas presentes na composição do cigarro, é indicado que os fumantes tenham um acompanhamento multidisciplinar. A mudança da alimentação entra nesse cenário como uma grande aliada para afastar o tabaco do dia a dia, promovendo, inclusive, a reeducação alimentar. A nutricionista da clínica, Tatiana Russel, explica que a inclusão de alimentos funcionais é determinante para que o corpo atue de forma positiva na diminuição da ansiedade, além de melhorar o funcionamento do organismo.

“É importante manter o corpo hidratado com, pelo menos, dois litros de água por dia para limpar e desintoxicar o corpo. Consumir castanha do Pará e aveia também é extremamente recomendável, pois o alto teor de selênio elimina os radicais livres e atua na preservação do sistema cardiovascular”, pontua.

O abacate e a banana entram na lista dos alimentos que podem atuar na sensação de prazer e bem-estar, garantindo um sono mais tranquilo e menos estresse para o dia a dia. A vitamina C é, igualmente, fundamental para diminuir a secreção de cortisol, hormônio presente na resposta ao estresse.

A profissional chama atenção para os aspectos nutricionais de quem mantém o tabaco na rotina. Por atuar diretamente no sistema nervoso central, o cigarro causa uma diminuição no apetite e promove a morte celular, ocasionando rugas e envelhecendo o cabelo.

Como parar de fumar

O site oficial do INCA disponibiliza suporte para quem deseja parar de fumar. Aos que optam por realizar o processo sem ajuda de outras pessoas, há duas opções que podem ser adotadas:

1) Parada imediata: consiste na escolha de uma data fixa e, a partir do dia, não consome mais cigarros;

2) Parada gradual: método que aconselha a redução do número de cigarros por dia ou que aconselha o adiantamento da hora em que o fumante pega o primeiro cigarro do dia.

Além disso, o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece tratamento gratuito para quem deseja parar de fumar pelo Programa Nacional de Controle do Tabagismo, coordenado e gerenciado pela Divisão de Controle do Tabagismo e Outros Fatores de Risco (Ditab).

Sobre a Salus – Desde 2017 no mercado brasiliense, a Salus Ortopedia é uma empresa responsável por fazer atendimentos voltados à Ortopedia e Fisioterapia, com a possibilidade de realizar tratamentos no local de fraturas, luxações, tendinites e/ou bursites.

Entre as especialidades da clínica, estão os atendimentos médicos, geriátricos e fisioterápicos. Além disso, são disponibilizados atendimentos ligados à Acupuntura, Pilates, RPG, Ortopedia, Drenagem Linfática Pós-cirúrgica.

A empresa conta com uma equipe médica ortopédica especialista, onde todos possuem título da Sociedade Brasileira de Ortopedia e com devido RQE. A clínica aceita a maioria dos convênios e faz preço particular diferenciado na região, com muita qualidade no serviço.

0
Publicidade

Participe da Enquete

Como você avalia o mandato do governador Ibaneis Rocha (MDB)?



ver resultados

Carregando ... Carregando ...
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana

Copyright © 2015-2020 AVB - AO VIVO DE BRASÍLIA - Todos os Direitos Reservados. CNPJ 28.568.221/0001-80 - Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços de notícias de agências nacionais e internacionais, assessorias de imprensa e colaboradores independentes. #GenuinamenteBrasiliense