Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Perguntas sem respostas

Não sabemos se pessoas imunizadas transmitem a Covid, diz CEO da Pfizer

Redação

Publicado

Foto/Imagem: Dado Ruvic/Reuters


Ainda não está claro se uma pessoa que recebe a vacina contra a Covid-19 da Pfizer pode transmitir o vírus, disse o CEO da empresa, Albert Bourla.

“Acho que isso é algo que precisa ser examinado”, disse Bourla em uma entrevista à NBC News. “Não temos certeza sobre isso agora com o que sabemos.”

Mesmo imunizada, há a possibilidade de que uma pessoa transmita o novo coronavírus – ela não ficaria doente com ele, mas, nesse caso, poderia transmiti-lo a alguém não imunizado.

Bourla também disse que acredita que os participantes do ensaio da vacina que receberam um placebo, em vez da injeção real, deveriam agora receber a vacina.

“É um dilema moral e ético e uma obrigação”, disse Bourla. “Acredito que, em discussão com os reguladores, devemos encontrar uma maneira de, mais cedo ou mais tarde, dar a vacina a todos os participantes do placebo”.

Se isso acontecer, isso significaria revelar detalhes do estudo da vacina – algo que poderia impactar os resultados de longo prazo, disseram especialistas em saúde.

A Pfizer solicitou à Food and Drug Administration (FDA), agência reguladora dos EUA, autorização para uso emergencial do imunizante. Os consultores do FDA se reúnem no próximo dia 10 de dezembro para discutir a aplicação.

O diretor do Centro de Educação em Vacinas do Hospital Infantil da Filadélfia e membro do comitê consultivo de vacinas do FDA, Dr. Paul Offit, disse que ainda há muitas perguntas sem respostas.

“Temos meio que um milhão de perguntas para ter certeza de que entendemos exatamente quais são os problemas de segurança e exatamente quais são os problemas de eficácia”, disse Offit. “É eficaz em pessoas com mais de 65 anos? É igualmente eficaz entre grupos raciais, grupos étnicos? É eficaz em pessoas que têm várias condições médicas? ”

Mas há uma pergunta para a qual ele tem uma resposta, disse Offit.

“O padrão que vamos manter isso também é, eu daria essa vacina para mim ou para minha própria família? E se a resposta a essa pergunta for: ‘não tenho certeza’, então não vamos avançar. ”

Publicidade
Comentários
Publicidade
Publicidade

Copyright © 2015-2021 AVB - AO VIVO DE BRASÍLIA - Todos os Direitos Reservados. CNPJ 28.568.221/0001-80 - Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços de notícias de agências nacionais e internacionais, assessorias de imprensa e colaboradores independentes. #GenuinamenteBrasiliense