Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


29 de outubro

Ministério Público sedia encontro sobre coleta seletiva de lixo

Redação

Publicado

Foto/Imagem: iStock


Segue a gente no
Google News

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) realiza, em 29 de outubro, mais um encontro para debater a coleta seletiva de lixo. Desta vez, além das Asas Sul e Norte, a cidade de Águas Claras terá a oportunidade de rever os seus hábitos para contribuir com a reciclagem no Distrito Federal. O evento ocorrerá nas salas de treinamento 1 e 2 na sede do MPDFT, das 17h às 20h.

O encontro tem como objetivo conscientizar prefeituras e síndicos de prédios e condomínios, além de escolas, sobre o problema do baixo percentual da coleta seletiva de resíduos sólidos no DF. A iniciativa do MPDFT conta com o apoio da Associação dos Síndicos de Condomínios Comerciais e Residenciais do Distrito Federal (Assosindicos), Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Secretaria do Meio Ambiente (Sema) e da Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis).

“O Ministério Público quer estabelecer parcerias para ajudar nessa transformação. Condomínios, escolas, todos podem ajudar”, afirmou a promotora de Justiça Luciana Medeiros, titular da Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente e Patrimônio Cultural (Prodema).

Dados

O Distrito Federal é o maior produtor de lixo por habitante do país, de acordo com Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil 2016. São cerca de 4,5 mil toneladas de lixo por dia – uma média de um 1,5 quilo por pessoa, na frente de São Paulo (1,3 kg) e do Rio de Janeiro (1,2 kg). Pelo menos 35% desse total é de material reciclável, mas apenas 3,5% volta para o ciclo produtivo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright © 2015-2020 AVB - AO VIVO DE BRASÍLIA - Todos os Direitos Reservados. CNPJ 28.568.221/0001-80 - Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços de notícias de agências nacionais e internacionais, assessorias de imprensa e colaboradores independentes. #GenuinamenteBrasiliense