Curta nossa página

Temporada, de André Novais Oliveira

Filme mineiro vence Festival de Brasília e leva cinco prêmios

Redação
Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Graça Adjuto

O grande vencedor do 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro foi o longa-metragem Temporada, de André Novais Oliveira. O filme levou cinco prêmios: Melhor Filme da Mostra Competitiva e os troféus Candangos de Melhor Direção de Arte, Melhor Fotografia, Melhor Ator Coadjuvante (Russão) e Melhor Atriz (Grace Passô).

O filme mostra o esforço de uma mulher jovem, negra, que se muda para a periferia para trabalhar e deixa parte de sua história para trás. O destaque é o protagonismo da mulher negra de forma suave e bem-humorada. A história se passa em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte.

premiação ocorreu neste domingo (23) à noite, após dez dias de sessões, debates e oficinas. Além da premiação oficial, houve 22 categorias divididas em longa e curta metragem, com distribuição de nove prêmios por entidades e empresas parceiras da mostra. Como tradicionalmente ocorre, o festival aliou a discussão cultural às questões políticas.

Outros

Paralelamente à premiação oficial, o  júri popular votou e escolheu como melhor longa-metragem o filme Bixa Travesty, de Claudia Priscilla e Kiko Goifman, que também foi reconhecido como melhor trilha sonora, com o Prêmio Saruê e uma menção honrosa.

Na Mostra Competitiva de Curta-Metragem, o vencedor foi Conte isso àqueles que dizem que fomos derrotados. O filme de Aiano Bemfica, Camila  Bastos, Cristiano Araújo e Pedro Maia de Brito também foi premiado pelo melhor som com o trabalho de Nicolau Domingues.

O melhor curta para o público foi Eu, minha mãe e Wallace, dos irmãos Carvalho, que também ganhou os prêmios de melhor atriz coadjuvante (Noemia Oliveira) e Zózimo Bulbul de melhor curta.

Destaques

Outros destaques foram as premiações de melhor direção em curta e longa, entregues respectivamente a Nara Normande (Guaxuma) e Beatriz Seigner (Los Silencios). O júri oficial da Mostra Brasília premiou como melhor curta o filme Entre parentes, de Tiago Aragão.

Como melhor longa foi escolhida pelo júri oficial a ficção New life S.A., de André  Carvalheira. No júri popular, o curta Terras brasileiras, de Dulce Queiroz, e o longa O outro lado da memória, de André Luiz Oliveira, levaram os candangos.

Mostra Competitiva

Longa-metragem

  • Melhor filme (Prêmio Técnico Dot Cine): Temporada
  • Melhor direção: Beatriz Seigner (Los Silencios)
  • Melhor ator: Aldri Anunciação (Ilha)
  • Melhor atriz: Grace Passô (Temporada)
  • Melhor ator coadjuvante: Russão (Temporada)
  • Melhor atriz coadjuvante: Luciana Paes (A Sombra do Pai)
  • Melhor roteiro: Ilha, Ary Rosa e Glenda Nicácio
  • Melhor fotografia: Temporada, Wilsa Esser
  • Melhor direção de arte: Temporada, Diogo Hayashi
  • Melhor trilha sonora: Bixa Travesty
  • Melhor som: A Sombra do Pai, Gabriela Cunha
  • Melhor montagem: A Sombra do Pai, Karen Akerman

Júri Popular

  • Melhor longa-metragem (Prêmio Petrobras de Cinema e Prêmio Técnico Canal Curta!): Bixa Travesty

Prêmio Especial do Júri

  • Longa-metragem: Torre das Donzelas

Menção Honrosa

  • Bixa Travesty, pelo posicionamento e impactante apresentação da dupla Linn da Quebrada e Jup do Bairro

Curta-metragem

  • Melhor filme (Prêmio Técnico Dot Cine): Conte isso àqueles que dizem que fomos derrotados
  • Melhor direção: Nara Normande (Guaxuma)
  • Melhor ator: Fábio Leal (Reforma)
  • Melhor atriz: Maria Leite (Mesmo com tanta agonia)
  • Melhor ator coadjuvante: Uirá dos Reis (Plano Controle)
  • Melhor atriz coadjuvante: Noemia Oliveira (Eu, minha mãe e Wallace)
  • Melhor roteiro: Reforma, Fábio Leal
  • Melhor fotografia: Mesmo com tanta agonia, Anna Santos
  • Melhor direção de arte: Guaxuma, Nara Normande
  • Melhor trilha sonora: Guaxuma, Normand Roger
  • Melhor som: Conte isso àqueles que dizem que fomos derrotados, Nicolau Domingues
  • Melhor montagem: Plano Controle, Gabriel Martins e Luisa Lana
  • Menção honrosa de atriz coadjuvante: Mesmo com tanta agonia, Rillary Rihanna Guedes

Júri Popular

  • Melhor curta-metragem (Prêmio Técnico CiaRio/Naymar): Eu, minha mãe e Wallace

Prêmio Especial do Júri

  • Curta-metragem: Liberdade

Prêmio Abraccine

  • Melhor Filme Curta Metragem: Mesmo com tanta agonia
  • Melhor Filme Longa Metragem: Los Silencios

Prêmio Conterrâneos

  • O outro lado da memória, de André Luiz Oliveira

Prêmio Técnico DOT Cine – Longa-Metragem

  • Temporada

Prêmio Marco Antônio Guimarães

  • O outro lado da memória, de André Luiz Oliveira

Prêmio Saruê

  • Linn da Quebrada e Jup do Bairro, por Bixa Travesty

Prêmio Técnico Canal Curta!

  • Bixa Travesty

Prêmio Aquisição Canal Brasil – Melhor Filme Curta Metragem

  • Mesmo com tanta agonia

Prêmio Técnico CiaRio/Neymar

  • Eu, minha mãe e Wallace

Prêmio Técnico DOT Cine – Curta-Metragem

  • Conte isso àqueles que dizem que fomos derrotados

Prêmio Zózimo Bulbul

  • Prêmio Zózimo Bulbul – Fest Filme Fest Uni
  • Impermeável Pavio Curto

Prêmio Zózimo Bulbul – Melhor Filme Curta Metragem

  • Eu, Minha Mãe E Wallace

Prêmio Zózimo Bulbul – Melhor Filme Longa Metragem

  • Ilha

Mostra Brasília

Prêmios do Júri Oficial

  • Melhor longa-metragem (Prêmio CiaRio/Naymar): New Life S/A
  • Melhor curta-metragem (Prêmio Aquisição Prime Box Brasil): Entre Parentes
  • Melhor direção: André Luiz Oliveira (O outro lado da memória)
  • Melhor ator: Murilo Grossi (New Life S/A)
  • Melhor atriz: As presidiárias do filme Presos que Menstruam, representadas por Naiara Lira
  • Melhor roteiro: Para minha gata Mieze, Wesley Gondim
  • Melhor fotografia: Entre Parentes, Alan Schvarsberg
  • Melhor montagem: A Praga do Cinema Brasileiro, Zefel Coff
  • Melhor direção de arte: O Outro Lado da Memória, Moacyr Gramacho
  • Melhor edição de som: Riscados pela Memória, Olívia Hernandez
  • Melhor trilha sonora: O Outro Lado da Memória, Vinícius Jibhajan

Júri Popular

  • Melhor longa-metragem (Prêmio Petrobras de Cinema e Prêmio Estúdio Plug In): O outro lado da memória
  • Melhor curta-metragem (Prêmio Técnico CiaRio/Naymar): Terras Brasileiras

Prêmio Petrobras de Cinema

  • O outro lado da memória

Prêmio Técnico Estúdio Plug.in

  • O outro lado da memória

Prêmio Técnico CiaRio/Naymar

  • Curta-metragem: Terras Brasileiras
  • Longa-metragem: New Life S/A

Prêmio Aquisição Prime Box Brazil

  • Entre Parentes

Mostra Caleidoscópio

Prêmios Caleidoscópio, Técnico VOD Tamanduá e Aquisição Prime Box Brazil

  • Os Sonâmbulos

Fest Uni

Melhor Direção Fest Uni

  • Flores, de Vado Vergara e Henrique Bruch (PUC/RS)

Melhor Filme Juri Popular Fest Uni

  • A casa de Ana, de Clara Ferrer e Marcella C. De Finis, da Universidade Federal Fluminense

Melhor Filme Fest Uni

  • Capitais, de Kamilla Medeiros e Arthur Gadelha, da escola Porto Iracema das Artes, do Ceará

Menção Honrosa Fest Uni

  • Um lugar ao sul, de Gianluca Cozza (Universidade Federal de Pelotas) e De vez em quando, quando eu morro, eu choro, de R.B. Lima (Universidade Federal da Paraíba)

Futuro Brasil

Prêmio Técnico Mistika, Prêmio Técnico Cinemática Audiovisual e Prêmio Técnico Cinecolor

  • Ontem havia coisas estranhas no céu, de Bruno Risas

Prêmios Ambiente de Mercado

Prêmio CineBrasil TV [pré-licenciamento]

  • Selvagem – Diego da Costa – Pietà Filmes

Prêmio Rio2C [2 credenciais]

  • Carolina, Conceição e nós todas – Gabriele Pereira – Space4
  • Nosso Amor de Hoje – Daniel Calil – Pira Filmes

Prêmio MIPTV [2 credenciais]

  • O Criador de Tudo  – Tiago Tambelli – Lente Viva Filmes

Prêmio Rotterdam LAB [1 credencial]

  • Passagem Esperança – Fernando Segtowick – Marahu Filmes

Prêmio Imersão Criativa na Chapada dos Veadeiros/GO

  • Ecos do silêncio – André Luiz Oliveira – Asacine Filmes
Publicidade

Programe-se

JK Shopping tem programação especial para confraternizações

Redação

em

Publicado por

Shutterstock

O ano está acabando e o clima de confraternização já tomou conta da cidade. É hora de reunir os amigos, trocar presentes e se preparar para o ano que está por vir. O Happy Hour do JK Shopping tem tudo a ver com confraternizações. Não há nada melhor que encontrar com os amigos, curtir uma música boa e ainda desfrutar de opções gastronômicas que são de deixar qualquer um com água na boca.

Para os grupos que preferem confraternizar de forma bem animada e com uma programação musical, a boa pedida é o Happy Hour, que acontece todas as terças-feiras e quartas-feiras, a partir das 20h, na praça de alimentação. Nesse mês de dezembro tem sertanejo, rock nacional, mpb, samba, pagode e muito mais.

Para aqueles que buscam também uma experiência gastronômica prazerosa, sem gastar demais, é possível. A praça de alimentação conta com mais de 30 opções para todos os gostos e bolsos, desde petiscos, comida oriental, italiana, a até frutos do mar. E claro, os fast-foods mais amados pelos brasilienses e as famosas torres de chopp para não faltar aquele brinde especial.

Entrando no clima da troca de presentes, o JK Shopping chega com uma novidade que vai facilitar a vida de quem for realizar a tradicional brincadeira do Amigo Oculto, afinal juntar toda a galera para fazer o sorteio não é uma tarefa muito fácil. Uma plataforma no site do mall oferece um serviço exclusivo onde é possível cadastrar todos os nomes dos participantes, sortear o amigo oculto, e ainda disponibilizar e consultar sugestões de presentes. Legal, né? Para participar basta se cadastrar no site do shopping e acessar tudo de onde quiser.

Programação musical

Horário: 20h às 22h
Local: Praça de alimentação do JK Shopping
Entrada: Franca
Classificação: Livre

  • 12/12 – Priscila Bastos
  • 18/12 – Márcio Oliverr e Maikel Franco
  • 19/12 – Léo Ribeiro
  • 26/12 – Roniel Junior
Continuar lendo

Programe-se

Jardim Botânico expõe quadros com materiais do Cerrado

Redação

em

Publicado por

Andre Borges/Agência Brasília

Quadros feitos com materiais do Cerrado estão expostos no Centro de Visitantes do Jardim Botânico de Brasília até 16 de dezembro.

A mostra é do artista plástico Gilberto Mello, de 92 anos, que também usa folha de bananeira e casca de coco para fazer mosaicos com o desenho de São Francisco de Assis.

Por ser agrônomo, Mello aproveita a biodiversidade brasiliense como inspiração para os quadros com a representação do santo.

Além dessas obras, o expositor apresenta cartões de Natal com a mesma temática.

O Jardim Botânico fica aberto de terça-feira a domingo, das 9 às 17 horas.  A entrada custa R$ 5 por pessoa. Crianças de até 12 anos, idosos (acima de 60 anos) e pessoas com deficiência são isentos.

Das 7 às 8h50, é permitida somente o acesso de pedestres e de ciclistas, sem cobrança de ingressos.

Continuar lendo

Programe-se

Réveillon de Brasília terá Ilê Aiyê, Naiara Azevedo e Emicida

Redação

em

Publicado por

Iwi Onodera

O Réveillon Brasília 2019 preservará a característica das últimas edições, a de evento popular marcado pela diversidade cultural. Entre as atrações previstas estão o Ilê Aiyê, o mais antigo bloco afro do carnaval de Salvador, a cantora Naiara Azevedo e o rapper paulista Emicida.

A festa começa às 18 horas do dia 31 de dezembro, com shows de artistas locais, no palco armado no estacionamento do Estádio Nacional Mané Garrincha. Nesse espaço também se apresentarão a cantora sertaneja Naiara Azevedo e o rapper paulista Emicida.

Na Prainha dos Orixás, outro tradicional ponto de celebração de virada, a programação terá início às 20 horas e desfecho a partir de 0h30, com a apresentação do Ilê Ayê, primeiro bloco afro-carnavalesco do País, em atividade há quatro décadas.

Em ambos os palcos, o Réveillon de Brasília contará com apresentações de quatro artistas e dois DJs locais.

Continuar lendo
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas da Semana