Curta nossa página

Síndrome de Guillain-Barré

Covid: EMA lista distúrbio raro como efeito colateral da vacina Janssen

Publicado

Foto/Imagem: Dado Ruvic/Reuters


A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) listou a síndrome de Guillain-Barré (SGB) como um efeito colateral muito raro da vacina Janssen contra a Covid-19, após examinar 108 casos e uma morte em todo o mundo entre os receptores da vacina. A decisão foi divulgada nesta quinta-feira (22) através de um comunicado.

A SGB é uma doença neurológica rara em que o sistema imunológico do corpo danifica as células nervosas, causando dor, dormência e fraqueza muscular, progredindo para a paralisia em casos mais graves. A maioria das pessoas se recupera totalmente da doença.

O Comitê de Avaliação dos Riscos em Farmacovigilância (PRAC, na sigla em inglês) da EMA avaliou as provas disponíveis, incluindo casos reportados à base de dados europeia para suspeitas de efeitos secundários e informações da literatura científica. Após analisar os 108 casos de SGB notificados em todo o mundo até 30 de junho, dentre as mais de 21 milhões de pessoas que tinham recebido a vacina contra o novo coronavírus, o PRAC considerou que “é possível uma relação causal entre a vacina Janssen contra a Covid- 19 e a SGB”, embora seja muito raro.

Embora a EMA acredite que o SGB deva ser listado como um efeito colateral muito raro ao medicamento, a agência deixou claro que ainda acredita que os benefícios da vacina contra a Covid-19 superam os riscos.

Atualizado em 25/07/2021 – 16:46.

Publicidade
Comentários
Publicidade
Publicidade